Paul McCartney, Miley Cyrus, Lady Gaga e outros artistas se mobilizam após ataque em Las Vegas

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2017 08h26
Reprodução

A segunda-feira (2) foi de muita tristeza pelo mundo, principalmente nos Estados Unidos, por conta do ataque feito por um atirador em Las Vegas que deixou mais de 50 mortos. Comovidos pela tragédia, artistas lembraram das vítimas em shows e aproveitaram para protestar contra a política de arma do país.

Paul McCartney foi um dos que lembrou do ataque durante show em Detroit e incluiu músicas especiais na setlist. Depois de iniciar com “A Hard Day’s Night”, dos Beatles, o cantor emendou “We Can Work It Out”, “A Day In The Life” e “Give Peace A Chance”, de John Lennon.

“Em um dia tão terrível, vamos celebrar as alegrias da vida”, anunciou McCartney logo após a 1ª música do show.

Miley Cyrus, que estava programada para se apresentar no “The Tonight Show With Jimmy Fallon” também aproveitou a oportunidade para lembrar dos mortos e feridos no ataque. A cantora fez um cover de “No Freedom” com Adam Sandler e encerrou a noite mandando uma forte mensagem com “The Climb”.

Pelas redes sociais, centenas de artistas se mobilizaram para pedir o controle de armas nos Estados Unidos. Lady Gaga e Ariana Grande falaram se posicionaram e pediram ações do presidente Donald Trump.

“Isso é terrorismo puro e simples. Terror não vê raça, gênero ou religião. Democratas e republicanos, por favor se unam para o controle de armas. Sangue está nas mãos daqueles que tem o poder de legislar”, pediu Gaga. “Precisamos de amor, união, paz, controle de armas e que as pessoas vejam isso como realmente é = terrorismo”, escreveu Ariana.