Político colombiano quer proibir exibição de videoclipe de Shakira e Rihanna

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2014 08h40
Reprodução<p>Shakira e Rihanna têm parceria sexy em novo clipe</p>

Bogotá, 3 fev (EFE).- Um vereador de Bogotá pediu à Autoridade Nacional de Televisão da Colômbia a proibição da transmissão do sensual videoclipe das cantoras Shakira e Rihanna por considerar que atenta contra a moral e é uma apologia do lesbianismo.

Em sua página na internet o vereador evangélico Marco Fidel Ramírez, do partido Opção Cidadã, declara que os conteúdos do vídeo da canção “Can’t remember to forget you” “lesam o caráter moral da juventude colombiana e latino-americana”.

Ramírez, que se autodenomina “defensor dos princípios e dos valores” lamenta que a colombiana Shakira se preste a ser uma referência de decomposição moral, ao participar de um vídeo “simplesmente asqueroso”, ao lado de Rihanna.

Segundo o comunicado do legislador, o videoclipe é uma descarada “apologia” do lesbianismo através do qual se envia “uma mensagem provocadora para que mentes débeis e sem critério sejam contaminadas e induzidas a praticá-lo”.

Além disso, em sua conta no Twitter, Ramírez diz que o vídeo, que já conta com mais de 52 milhões de visualizações no YouTube, “contém uma perigosa mensagem para os jovens, já que incita ao tabagismo”.

No clipe de “Can’t remember to forget you” não faltam movimentos de quadris, praias paradisíacas e várias cenas em uma cama compartilhada pelas duas cantoras.

Shakira, vencedora de dois Grammy e oito Grammy Latino, comentou antes do lançamento da canção que Rihanna lhe parecia “a mulher mais sexy do planeta”, e que tinha aproveitado para aprender com ela “alguns passos de dança”. EFE