Primeiro grande contrato dos Beatles está à venda em leilão online

  • Por Jovem Pan
  • 05/07/2019 16h34
EFE/EPA/NEIL HALLContrato dos Beatles com Brian Epstein será leiloado

O primeiro contrato assinado entre os Beatles e o empresário Brian Epstein, que alavancou o sucesso internacional do grupo depois de eles serem “descobertos” no Cavern Club, em Liverpool, é a estrela de um leilão online da casa Sotheby’s, de Londres, que encerra na próxima terça-feira (9).

O documento, apresentado nesta sexta-feira (5) à imprensa, está datilografado, com data de 24 de janeiro de 1962, e inclui as assinaturas de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Pete Best, o baterista original do grupo.

Falta, no entanto, a rubrica do próprio Epstein, que explicou que, embora estivesse comprometido com a banda, não queria que o quarteto ficasse preso a ele se algo não funcionasse.

“Embora soubesse que manteria o contrato em todas as cláusulas, eu não tinha 100% de fé em mim para poder ajudar os Beatles da melhor forma. Em outras palavras, eu queria libertar os Beatles de suas obrigações se achasse que eles se sairiam melhor”, disse Epstein, de acordo com a nota da casa de leilões.

O contrato, incluído um leilão de literatura inglesa, história, livros infantis e ilustrações que foi aberto no dia 1º, faz parte da coleção do editor de Epstein, Ernest Hecht, e foi estimado em um valor de entre 200 mil e 300 mil libras (de R$ 927 mil a 1,39 milhão).

Segundo a Sotheby’s, este contrato marca a transformação dos Beatles de banda que fazia sucesso em Liverpool para o fenômeno que conquistou o mundo.

Este é o primeiro de dois documentos oficiais que o grupo britânico assinou com Epstein, pois outro teve que ser feito quando Best foi substituído por Ringo Starr.

Este segundo, com data de 1º de outubro de 1962, foi leiloado em 2015 na mesma casa, por 365 mil libras (R$ 1,69 milhão).

*Com EFE