“Sou como qualquer pessoa muito feliz”, diz Demi sobre transtorno bipolar

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2015 16h21
Reprodução/Instagram<p>Demi Lovato fala seu sobre transtorno bipolar</p>

Diagnosticada em 2010 com transtorno bipolar, a cantora e atriz Demi Lovato revelou em entrevista à revista ‘People’ como vive com a disfunção e, de acordo com ela, não é um grande problema.  “Estou lidando muito bem com a minha doença. Na verdade, estou como uma pessoa muito feliz estaria”, revelou Demi Lovato.

Desde o diagnóstico, ela tem se envolvido em várias causas relacionadas a saúde mental, trabalhando nas campanhas de cinco organizações, chamadas Be Vocal: Speak Up for Mental Heath (use sua voz para a saúde mental, em português). “Eu não podia estar mais feliz hoje. A vida é ótima, realmente ótima”, desabafou a cantora e atriz.

“Eu tenho um filhote novinho e eu posso cuidar não só de mim mesma, mas dele também. Estou vivendo meu sonho. A vida é incrível”, continuou Demi Lovato. Ainda de acordo com a cantor na entrevista, seu namorado, o ator Wilmer Valderrama, ajudou muito no processo de sua recuperação: “ele tem sido tão solícito que se tornou parte do meu grupo de apoio”.

Ainda falando de como Valderrama lhe ajudou a aprender a lidar com a doença, ela contou que ele não saiu de seu lado desde o primeiro dia após o diagnóstico. “Ele é uma dessas pessoas que ficou do meu lado desde o primeiro dia em que pedi ajuda dizendo ‘escuta, não vou ser uma pessoa que só diz ‘sim’. Alguém que só diz ‘sim’ para você, porque está com medo do que pode acontecer”, explicou Demi Lovato.

Demi também falou que sua família tem histórico do transtorno. Segundo a cantora, seu api tinha esquizofrenia e também transtorno bipolar. “É muito pessoal para mim. Eu acho que as pessoas deveriam aprender mais sobre doenças mentais para perderem o estigma”, completou Demi Lovato.