Taylor Swift ameaça processar site que a comparou com nazistas

  • Por Jovem Pan
  • 07/11/2017 08h28
Reprodução

Taylor Swift decidiu tomar medidas judiciais contra um site que a comparou aos nazistas por conta do clipe “Look What You Made Me Do”. De acordo com o Entertainment Weekly, a cantora enviou uma carta à publicação ameaçando processá-los pelo texto, mas sua atitude foi condenada pela União Americana pelas Liberdades Civis.

Tudo começou quando Taylor lançou seu clipe de retorno e o site Popfront escreveu: “as letras parecem jogar com o mesmo sutil e silencioso apoio branco de uma hierarquia social”. “Então, o silêncio político de Taylor não é inocente, é calculado (…) ela precisa declarar duas crenças em voz alta para o mundo (…) porque na América de 2017 o silêncio diante da injustiça significa apoio ao opressor”, completou ao colocar uma foto da cantora ao lado de Hitler.

A cantora, então, enviou uma carta solicitando que o texto seja tirado do ar. Caso contrário, ela irá processar o Popfront. O caso ficou ainda mais polêmico quando a ACLU (União Americana pelas Liberdades Civil) saiu em defesa do site e condenou a atitude de Taylor, dizendo que ela estava impedindo a liberdade de expressão.

“A publicação do blog é uma mistura de discurso político básico e comentário crítico; discute a política atual neste país, a ascensão recente da supremacia branca e o fato de que alguns supremacistas brancos aparentemente abraçaram a Sr. Swift”, disse a ACLU.

Taylor Swift e seus advogados ainda não retiraram a ameaça de processo contra o site ou responderam a defesa da ACLU.