Taylor Swift desabafa e ataca empresário de Bieber; entenda a treta

  • Por Jovem Pan
  • 01/07/2019 08h09
ReproduçãoTaylor Swift publicou longo desabafo em suas redes sociais

O mundo do pop está em chamas! Este domingo (30) foi palco de uma briga intensa entre diversas estrelas. Tudo começou quando Taylor Swift publicou, em seu tumblr, um longo desabafo após descobrir que o empresário Scooter Braun – que representa nomes como Justin Bieber, Ariana Grande e Demi Lovato – adquiriu sua antiga gravadora, a Big Machine Label Group.

O acordo, que seria de 300 milhões de dólares, inclui o domínio da discografia do início da carreira de Taylor – os seus seis primeiros álbuns.

Decepcionada com o acordo, Taylor afirmou que o negócio foi simplesmente o “pior cenário possível”. O fundador da Big Machine, Scott Borchetta, também foi alvo de críticas – ela o descreveu como alguém que “entende o conceito de lealdade apenas como uma cláusula contratual”.

Segundo seu post, Swift descobriu a transação pela internet, quando a notícia estourou. A cantora vinha tentando readquirir os direitos sobre o seu material nos últimos anos, mas sem sucesso. Ela deixou a gravadora em novembro de 2018, depois de fechar acordo com a Republic Records e Universal Music Group.

“Eu tive a oportunidade de voltar para a Big Machine Records e ‘conquistar’ um álbum de cada vez, para cada disco novo que eu entregasse”, explicou Taylor. “Eu não aceitei porque sabia que, uma vez que assinasse o contrato, Scott Borchetta venderia a gravadora e, por consequência, meu futuro. Eu tive que tomar a decisão dolorosa de deixar meu passado para trás. Músicas que eu escrevi no chão do meu quarto e vídeos que eu sonhei e paguei do meu dinheiro que ganhei tocando em bares, clubes, e, então, arenas e estádios”, lamentou.

Treta com Scooter Braun

Swift afirmou que Braun, ao longo do tempo, praticou “bullying manipulador e incessante”.

“Como quando Kim Kardashian orquestrou, de forma ilegal, a gravação de uma ligação telefônica para ser vazada e Scooter fez com que dois de seus clientes praticassem bullying contra mim”, escreveu. “Ou quando seu cliente Kanye West organizou um clipe com ‘pornô da vingança’ que me mostra nua. Agora Scooter tirou de mim o trabalho da minha vida – que não tive a oportunidade de comprar. Essencialmente, meu legado musical vai parar nas mãos de alguém que tentou destruí-lo.”

Ela continuou: “Qualquer momento que Scott Borchetta ouviu as palavras ‘Scooter Braun’ escaparem da minha boca foi quando ou eu estava chorando, ou tentando não chorar. Ele sabia o que estava fazendo. Os dois sabiam. Controlar uma mulher que não queria seu nome associado a eles. Perpetuamente. Isso significa para sempre”.

Apoio x Críticas

O desabafo de Taylor caiu como uma bomba nas redes sociais. Rapidamente, mais celebridades “escolheram seu lado”.

Nomes como Halsey, Todrick, Cara Delevingne, Selena Gomez e até Katy Perry – que recentemente retomou a amizade com Swift -, ficaram ao lado da loira e expressaram apoio nas redes sociais.

Por outro lado, Justin Bieber, amigo de longa data de Scooter, apoiou o empresário. Ele chegou a postar uma foto provocando Taylor, mas depois publicou um “pedido de desculpas” que culminou com críticas a ela. Demi Lovato, que assinou com Braun recentemente, também o defendeu.