Taylor Swift ganha ação judicial contra radialista que a assediou

  • Por Jovem Pan
  • 15/08/2017 08h25
Reprodução/TMZ

Muito mais do que dinheiro, justiça! Taylor Swift saiu vitoriosa no processo contra o radialista David Mueller, em decisão revelada na última segunda-feira (14). A cantora ganhou o valor simbólico de US$ 1, sendo a maior vitória a defesa de seus valores morais.

Em 2013, Mueller tirou uma foto com a estrela pop e apalpou a sua bunda. A imagem circula na internet até hoje e Swift se sentiu invadida com a atitude do rapaz, que ainda estava com a namorada no clique.

Mueller processou Taylor por, segundo ele, arruinar a sua carreira com uma “falsa acusação”. Ele pedia US$ 3 milhões de indenização, mas teve sua solicitação negada.

“Eu quero agradecer ao juiz William J. Martinez e ao júri por sua cuidadosa consideração, aos meus advogados Doug Baldridge, Danielle Foley, Jay Schaudies e Katie Wright por batalharem por mim e por qualquer pessoa que se sinta silenciada por agressão sexual e, principalmente, quem me ofereceu apoio por estes quatro anos de processo e dois de julgamento”, disse Taylor à revista People. “Reconheço o privilégio que tenho na vida, na sociedade e na minha capacidade de bancar os custos para me defender num julgamento como este. Minha esperança é ajudar aqueles cujas vozes também devem ser ouvidas. Portanto, vou fazer doações no futuro próximo a várias organizações que ajudam as vítimas de agressão sexual a se defenderem”, concluiu.