Viúva de Scott Weiland afirma que músico vinha bebendo em excesso

  • Por Jovem Pan
  • 25/12/2015 13h12
Divulgação<p>Cantor era uma das vozes mais respeitadas da cena grunge mundial</p>

Scott Weiland, ex-vocalista do Stone Temple Pilots, teve uma trajetória um tanto conturbada na música, com vício em drogas e constantes internações em clínicas de reabilitação.

Em 3 de dezembro, aos 48 anos, o cantor foi encontrado morto no ônibus de sua nova banda, “The Wildabouts”, quando eles faziam uma turnê pelos Estados Unidos. Segundo o TMZ, os exames toxicológicos apontaram a causa da morte como overdose de cocaína, MDA e álcool.

A viúva, Jamie Weiland, confessou que ainda não consegue lidar com a trágica partida do marido, que vinha lutando contra o vício e encontrava nos palcos seu refúgio.

“Ele me disse: ‘vou melhorar’. Estava mandando ver nos shows, toda noite aumentava mais o nível”, disse em entrevista ao jornal Los Angeles Tribune.

Além disso, a morte recente de Jeremy Brown, guitarrista de sua banda atual, havia abalado o emocional de Scott: “Mesmo algumas semanas atrás, quando eu o vi, ele falava sobre Jeremy todos os dias. Sempre com lágrimas em seus olhos”.