Vocalista da RPM desmente morte do baterista Paulo Antônio Pagni: ‘Tremenda confusão’

  • Por Jovem Pan
  • 02/06/2019 19h38 - Atualizado em 02/06/2019 19h39
Reprodução/FacebookEle só descobriu a informação quando chegou ao hospital São Camilo, em Salto, onde P.A. está internado

O vocalista e guitarrista da banda RPM, Fernando Deluqui, divulgou um vídeo na sua página do Instagram na noite desde domingo (2) desmentindo a morte do baterista Paulo Antônio Pagni. Ele só descobriu a informação quando chegou ao hospital São Camilo, em Salto, onde P.A. está internado.

“Para o nosso alívio foi uma tremenda confusão, mas estamos apurando os fatos e espero que logo mais o hospital explique o que aconteceu”, disse.

Deluqui contou que recebeu, mais cedo, uma ligação da clínica Good Master, onde o baterista estava internado, dizendo que ele havia morrido. Ele ligou, então, para o médico que acompanha P.A., que confirmou a informação. O músico seguiu com a esposa até a casa de P.A., pegou alguns documentos e, quando chegou ao São Camilo, descobriu que o amigo estava vivo. No entanto, o baterista segue em estado grave.

O músico, de 61 anos, luta contra fibrose pulmonar.

A notícia da morte foi divulgada pela assessoria da banda, por meio de uma publicação na página oficial do RPM nas redes sociais, que foi apagada.

Na nota, a banda pedia compreensão no momento de dor e boas vibrações. “Infelizmente temos a tristeza de anunciar o falecimento do nosso querido e eterno baterista, Paulo Antônio Figueiredo Pagni, o P.A. Nosso irmão partiu poucos momentos atrás, mas seu legado será eternamente lembrado.”

Confira o vídeo completo: