Por coronavírus, Lionel Richie pensa em novo ‘We Are The World’

  • Por Jovem Pan
  • 23/03/2020 15h56
DivulgaçãoCanção completou 35 anos em 2020 e música pensa em nova versão durante pandemia de coronavírus

Aos 70 anos, Lionel Richie acompanha atentamente as notícias sobre a propagação do coronavírus e considera a possibilidade de fazer uma nova versão de “We Are The World”, hit lançado nos anos 80 para ajudar a África.

A música foi composta há 35 anos em conjunto com Michael Jackson e contou com mais 40 artistas nos vocais, entre eles Cyndi Lauper, Kenny Rogers e Diana Ross, para chamar a atenção mundial sobre a fome no continente africano.

Em entrevista à revista People, Lionel Richie relembrou do surgimento da música. “‘We Are the World’ é uma declaração do que queríamos fazer. O que fazemos para salvar os nossos?”, questionou o artista.

Isolado com sua família por causa do coronavírus, Richie falou sobre o momento delicado que todos estão passando. “Nós estamos todos entocados. Família é a chave para essa situação. É o calmante (…) Devo admitir que de vez em quando Deus tem que fazer algo para nos colocar nos trilhos.”

Após uma versão repaginada, em 2010, para ajudar vítimas de um terremoto no Haiti, o cantor disse que não planejava nada para os 35 anos de “We Are the World” – até o surgimento da pandemia.

“Duas semanas atrás, nós dissemos que não queríamos fazer nada demais com a música porque não é o momento para vender um aniversário. Mas a mensagem é muito clara”, disse. Agora, Richie pensa em como seria uma regravação ou gravação de nova música num momento de isolamento social.