"Ye": Kanye West fala de bipolaridade e Kim Kardashian em novo álbum – mas "esquece" Trump

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2018 13h31
Reprodução

Depois de um último mês controverso, Kanye West divulgou seu novo álbum nesta sexta-feira (1): “Ye”. O sucessor de “The Life Of Pablo” (2016) traz 7 faixas que falam de assuntos como sua bipolaridade, suicídio a esposa Kim Kardashian e até o movimento #MeToo, mas deixa de mencionar Donald Trump.

“Ye” tem 7 faixas na tracklist e conta com participações de Nicki Minaj, Ty Dolla $ign, Kid Cudi e Jeremih. A capa do disco mostra uma brincadeira com a bipolaridade do rapper: “eu odeio ser bi-polar. É ótimo”, diz a frase. 

Nas faixas “I Thought About Killing You” e “Yikes”, Kanye fala abertamente sobre sua saúde mental e reconhece os problemas que tem enfrentado, como bipolaridade. Uma menção a preocupação de Kim Kardashian também aparece nas letras quando ele diz: “minha esposa disse que podemos perder tudo… tive que acalmá-la. Disse que ela poderia me deixar agora ou nunca mais”.

“Ye”, no entanto, não fala sobre as recentes declarações polêmicas de Kanye em relação ao presidente Donald Trump e escravidão. O rapper havia indicado que o disco traria explicações, mas nada feito.

O álbum, inclusive, deixou a desejar para publicações como a Billboard. “‘Ye’ tem defeitos e não nos dá o suficiente. Especialmente quando consideramos toda a controvérsia na vida de Kanye […] parece um monte de pensamentos incompletos que precisam de mais epaço”.

Ouça “Ye”: