Na Lavanderia, Cássio e Marcelo voltam a discutir; Angela finalmente se pronuncia

  • Por Jovem Pan
  • 18/03/2014 08h01

Clima esquentou durante a brincadeiraNa Lavanderia

Nesta segunda-feira (17), os brothers participaram de mais uma Lavanderia. Durante a noite, Pedro Bial apareceu no telão e pediu para todos irem à área externa da casa para começarem a brincadeira.

A primeira sorteada para perguntar foi Clara, que logo intimou Cássio a explicar exatamente o que ele viu Marcelo fazendo na festa que o deixou tão irritado.

“A Angela estava muito mal. Peguei ela e coloquei nas almofadas. Aí chegou o Marcelo e jogou uma almofada na cara dela, jogou água na cara dela. Depois disso, sendo que ela negou ficar com ele a festa inteira, ele ficou aproveitando a situação de ela estar apagada, estar deitada, e ficou abraçado nela, dando beijo nela. Eu vi ele dando um selinho. Isso me deixou muito brabo”, disse.

O gaúcho, em seguida, fez uma pergunta provocativa a Tatiele. “Queria saber se ela acha certo uma pessoa tacar água na cara e sentar com almofada em cima de outra que está bêbada”, desafiou.

“Como o Cássio faz brincadeira com todo mundo aqui, eu não acho errado isso. Não foi por maldade, foi na hora da brincadeira, como o Cássio faz comigo, com a Vanessa, a Clara. O Cássio exagerou sim, ele falou que foi abuso. Abuso para mim é quando toca nas partes íntimas da pessoa. Não quando já ficaram e estão dando um selinho”, respondeu a loira.

Depois, Diego questionou Valter sobre sua posição, mas o rapper se resumiu a dizer que não tem como defender nenhum dos lados – falta de posicionamento que irritou o gaúcho. Tatiele, mais uma vez, não gostou da atitude de Cássio e, aos gritos, disparou que ele está com medo das acusações falsas que fez.

Por fim, Angela finalmente quebrou o silêncio e se pronunciou. Ela falou que acha que Marcelo nunca se aproveitou dela e ainda pediu para que ele a perdoasse por ela não tê-lo defendido.  

“Ontem eu fiquei nervosa na hora do ao vivo. Tinha muita gente falando muita coisa na minha orelha e eu, sinceramente não lembro nada que aconteceu. O Marcelo sempre me respeitou, sempre que a gente ficou. A gente dormiu no Quarto do Líder e ele nunca colocou um dedo em mim. Eu acho que ele não faria isso pela postura que sempre teve. Já teve a oportunidade de passar a mão em mim e não passou. Infelizmente, eu tive um branco, e se eu pudesse voltar atrás, eu não teria bebido tanto”, finalizou.