“Os cachorros são bem melhores do que a gente”, acredita Luisa Mell

  • Por Jovem Pan
  • 27/11/2015 13h52

Luisa Mell defende os direitos dos animais

Luisa Mell defende os direitos dos animais

Nesta sexta-feira (27), Luisa Mell, conhecida por sua luta pelos direitos dos animais, foi a convidada do programa Pânico e ela já começou a entrevista destacando uma diferença entre os bichos e os seres humanos: “os cachorros são bem melhores do que a gente. Eu tenho certeza e absoluta. Ele não sente inveja e não sente ódio, por isso que eu falo que é melhor”.

Nesse sentido, Luisa ainda chata atenção de quem a considere muito radical no que diz respeito aos diretos dos animais. “Até entendo que vocês chama de radicais, mas eu queria que vocês pensassem no nosso lado. Você tirar a pele de um bicho vivo, de uma foca bebê para fazer uma bolsinha é um crime. Por que isso?”, questiona Luisa.

Uma questão polêmica, por exemplo, são os medicamentos e cosméticos testados em animais. De acordo com ela, não faltam estudos que provam a ineficácia dos testes que não são em seres humanos: “90% dos medicamentos que são testados em ratos tem reações diferentes”.

“Então no fundo você sempre tem que testar em humanos. Esses testes animais rendem prêmios e dinheiro para cientistas que na verdade não descobriram nada útil para o ser humano. Apenas mataram um monte de bicho”, alerta a ativista.

Entretanto, ela destacou que  não são apenas os grandes laboratórios que maltratam animais: “tem muito cachorro que é agredido dentro de casa”. Nestes casos, Luisa ainda destaca que para que seja tomada qualquer providência é preciso de provas, que podem  ser filmagens com o celular, por exemplo.

“A gente faz um boletim de ocorrência e você responde a um processo em liberdade. Eu consigo entrar na casa se você está maltratando, porque é flagrante do crime. Tem cesta básica, multa. Teve um esses dias que foi 20 mil reais”, explica Luisa Mell.