Oscar: Filmes que não estrearam em cinemas poderão concorrer pela 1ª vez

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2020 20h15 - Atualizado em 28/04/2020 20h17
DivulgaçãoOscar muda uma de suas regras principais em 2021

A pandemia do novo coronavírus fez com que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood quebrasse uma de suas principais regras. Na premiação de 2021, pela 1º vez na história, filmes que não estrearam em salas de cinema poderão concorrer ao prêmio.

A notícia foi dada por meio de um comunicado com um alerta – a determinação vale, por enquanto, apenas para a 93º edição. “Até segunda ordem, e apenas para a 93ª edição do Oscar, filmes que tinham um lançamento em cinemas anteriormente planejado mas que estão inicialmente disponíveis em transmissões comerciais ou em plataformas sob demanda podem se qualificar para melhor filme, categorias gerais e categorias de especialidades”, afirmou a Academia.

No texto, a associação lembra que os cinemas de Los Angeles estão fechados desde 16 de março.

Até então, para que um filme pudesse concorrer ao Oscar, era preciso que ele fosse exibido por ao menos sete dias consecutivos em uma sala de cinema, em no mínimo três sessões diárias.

“Em uma data a ser determinada pela Academia, e quando os cinemas reabrirem de acordo com as regras e critérios federais, estaduais e locais, essa exceção à regra não será mais válida. Todos os filmes lançados depois deverão estar de acordo com as exigências padrão de qualificação cinematográfica.”