Pane seca foi causa de incidente aéreo envolvendo Luciano Huck e Angélica em 2015

  • Por Jovem Pan
  • 21/04/2017 17h10

Angélica e Luciano Huck recebem alta no Hospital

Angélica e Luciano Huck recebem alta no Hospital

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) divulgou o relatório final do incidente aéreo de Angélica e Luciano Huck, que aconteceu em 24 de maio de 2015. Nesta sexta-feira (21), o órgão apontou que uma pane seca causou o pouso forçado do avião turbo hélice que os transportava, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

A Aeronave saiu da Estância Caimam, em Miranda, com destino ao aeroporto de Campo Grande. Na descida para pouso, ocorreu um apagamento do motor esquerdo e o avião precisou fazer um pouso de emergência em uma fazenda de Rochedo. Todos os ocupantes da aeronave tiveram ferimentos leves.

O relatório mostrou que a aeronave não estava em condições para voar e o sistema de gravador de voz da cabine e sistema de embandeiramento automático estavam inoperantes na decolagem.

A Cenipa ainda recomendeou que a Agência Nacional de Aviação Civil faça uma gestão junto ao operador do avião para aprimorar métodos de supervisão gerencial para que os tripulantes cumpram o estabelecido pelo Programa de Treinamento Operacional (PTO).