Peruche exalta 80 anos de Martinho da Vila, verdadeiro “Poeta do Povo”

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2018 01h31 - Atualizado em 10/02/2018 02h23
Estadão ConteúdoMartinho da VIla voltou a ser "menino" ao fechar o desfile da Unidos do Peruche

Segunda escola a entrar na Avenida, já no início da madrugada de sábado (10), a Unidos do Peruche homenageou os 80 anos de Martinho da Vila. Com o enredo, “Peruche celebra Martinho. 80 anos do Kikamba da Vila”, a escola trouxe cinco alegorias, 19 alas e 2.500 componentes. Durante seu desfile, a Peruche fez o Anhembi viajar no tempo ao resgatar os ancestrais do “Poeta do Povo”.

A comissão de frente abusou bastante do colorido, assim como a escola que pintou a Passarela do Samba de azul e branco, cores tradicionais da Vila Isabel, escola de Martinho. Não à toa a letra do samba destaca que “no berço de bambas virou menestrel. Eternizou nas calçadas da Vila Isabel”.

Ao longo de seu desfile, a Peruche apresentou sucessos do compositor, como Batuque na Cozinha. Outra alegoria destacou o “ar” boêmio da Vila Isabel. A cantora Leci Brandão foi o grande destaque do carro, que trouxe ainda uma escultura de Noel Rosa. Enquanto, Zeca Pagodinho e Gilberto Gil acompanharam a homenagem a Martinho dos Camarotes do Anhembi.

Filha do compositor, a cantora Mart’nália também marcou presença e afirmou que a homenagem foi mais do que merecida. 

Assim como a Independente Tricolor, a Peruche também teve problemas em seu desfile. Uma ala de passistas teve que tirar os costeiros, pois não havia fantasias completas para todos os integrantes. Algumas passistas foram retiradas pela direção e a escola corre o risco de perder pontos por conta dos trajes incompletos.

O dono da festa veio como destaque no último carro e fechou o belo desfile da Unidos da Peruche, que cruzou o portão no tempo limite de 65 minutos.

Confira as imagens do desfile da Unidos da Peruche: