Pitbull e Santana cantarão juntos no palco do Grammy Latino

  • Por Agencia EFE
  • 30/10/2014 19h59

Miami, 30 out (EFE).- O cantor Pit bull e guitarristas mexicano Carlos Santana se apresentarão juntos na 15ª edição dos prêmios Grammy Latino, informou nesta quinta-feira a Academia Latina da Gravação, que começou a anunciar as atrações da cerimônia.

Pit bull e Santana, indicados respectivamente aos prêmios de melhor álbum vocal pop tradicional e melhor vídeoclipe versão longa, farão uma apresentação “inesquecível”, segundo a Academia.

A entrega de prêmios acontecerá no MGM Grand Garden Arena de Las Vegas, em 20 de novembro.

Caetano Veloso concorre à melhor canção do ano com “A Bossa Nova É Foda”; Yamandu Costa disputa o prêmio de melhor álbum instrumental por Continente; mesma categoria pela qual o álbum Caprichos, de Hamilton De Holanda, foi indicado.

Moreno Veloso concorre como produtor do ano, pelos álbuns Gilberto Samba, de Gilberto Gil; e Multishow ao vivo Caetano Veloso Abraçaço, de Caetano Veloso.

Na categoria álbum pop contemporâneo concorrem os brasileiros Infernynho – Marília Bessy Convida Ney Matogrosso; #AC, Ana Carolina; Segue o Som, de Vanessa da Mata; Funky Funky Boom Boom, Jota Quest; “Multishow Ao Vivo – Ivete Sangalo 20 Anos”, Ivete Sangalo.

Na de melhor álbum de rock: Gigante Gentil, de Erasmo Carlos; La Familia 013; do Charlie Brown Jr.; Nunca Tem Fim…, do Rappa; Sei, Como Foi Em BH, de Nando Reis e Os Infernais; Nheengatu, Titãs.

Na categoria melhor álbum de samba/pagode: Eterna Alegria Ao Vivo, Alcione; Enredo, Martinho da Vila; O Samba É do Bem, Paula Lima; Mais Amor, Diogo Nogueira; Coração a Batucar, Maria Rita.

Calma Aí, Coração – Ao Vivo, Zeca Baleiro; De Graça, Jeneci; InventaRio Encontra Ivan Lins; Verdade, Uma Ilusão, Marisa Monte; Caymmi, de Nana, Dori e Danilo foram indicados ao prêmio de melhor álbum da MPB.

Na categoria melhor álbum de música sertaneja concorrem: Do Tamanho Do Nosso Amor – Ao Vivo, Chitãozinho & Xororó; Multishow Ao Vivo – Um Ser Amor, Paula Fernandes; Questão De Tempo, Sérgio Reis; Bom De Dança Vol. 2, Rick & Renner; e Viva Por Mim, Victor & Leo.

Na categoria específica para música cristã em língua portuguesa foram indicados Graça, de Aline Barros; Anderson Freire e Amigos, de Anderson Freire; Geração de Jesus, de Jotta A; Céu Na Terra, Soraya Moraes; Renascer Praise 18 – Canto de Sião, Renascer Praise.

Na de melhor álbum de música de raízes brasileiras: Meu Deus Que País É Esse!, Cajú & Castanha; Amigo Velho, Falamansa; Festa Na Roça, de Toninho Ferragutti e Neymar Dias; Minhas Canções Inacabadas, Tavinho Moura; Quinteto Canta Gonzagão, Quinteto Violado; Amigo Da Arte, de Alceu Valença.

Na categoria Best Brazilian Song, A Bossa Nova É Foda, de Caetano Veloso; Alguma Voz, de Dori Caymmi & Paulo Cesar Pinheiro; Calma Aí, Coração; Zeca Baleiro & Hyldon; Carta de Amor, Maria Bethânia & Paulo César Pinheiro; Segue o Som, Vanessa da Mata; Um Ser Amor, Paula Fernandes; Zen, de Anitta, Jefferson Junior & Umberto Tavares.

Em melhor engenharia de gravação, o único indicado brasileiro é Rio, Choro, Jazz…, de Antônio Adolfo.

O grupo porto-riquenho de rap fusion Calle 13, com nove indicações, e o cantor colombiano Carlos Vives, com seis, são os favoritos na maior premiação da música latina.

O Grammy Latino possui 48 categorias, a maioria dedicada à música hispânica. EFE