Rosas de Ouro homenageia caminhoneiros e “levanta poeira” no Anhembi

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2018 05h58 - Atualizado em 10/02/2018 07h48
ALICE VERGUEIRO/ESTADÃO CONTEÚDORosas de Ouro destaca percalços e prazeres na vida dos caminhoneiros

Com um desfile estrelado por Maiara e Maraisa, Irmãs Galvão, Rita Cadillac, além da rainha Ellen Roche, a Rosas de Ouro homenageou os caminhoneiros e pisou fundo no Anhembi. Penúltima escola a desfilar neste sábado (10), a escola do bairro da Freguesia do Ó, na Zona Norte, lembrou todos os percalços e “prazeres” pelas estradas afora.

A comissão de frente trouxe os sonhos e aventuras do herói caminhoneiro. A escola também destacou a “aflição” das esposas que levam uma vida sofrida pela ausência dos maridos, visto que estes sempre estão na estrada em busca do sustento da família. Talvez, por isso, o carnavalesco André Machado optou por dois contrapontos. O primeiro foi os “anjos do mau caminho”, que levam o condutor à chamada rota das tentações. Já o segundo enfatizou os anjos do bem, representados na figura de São Cristóvão, santo protetor dos caminhoneiros.

A escola destacou ainda os romeiros e anjos da guarda na primeira alegoria puxada por dois caminhões. Já a bateria veio fantasiada de guardas rodoviários, os “chamados botinas pretas”, assim como a rainha Ellen Roche. Inclusive, os ritmistas executaram uma coreografia semelhante com a dos desfiles militares.

Outra alegoria lembrou das tradicionais frases de para-choques. A cidade de Itabaiana-SE, capital nacional do caminhão, também foi lembrada em meio às 23 alas.

Com 2.500 componentes e 5 alegorias, a Rosas passou compacta e desponta como uma das favoritas ao título do carnaval paulistano 2018. Título este que não conquista desde 2010.

Confira as imagens dos desfile da Rosas de Ouro: