Segunda parte de “Dom Quixote” é copiada à mão para comemoração de centenário

  • Por Agencia EFE
  • 22/04/2015 12h11

Toledo (Espanha), 22 abr (EFE).- Alunos, professores, pais e pessoal não docente do instituto Garcilaso de la Vega de Villacañas (Toledo, centro da Espanha) copiaram à mão, em um tempo recorde de três semanas, os 74 capítulos da segunda parte de “Dom Quixote” para comemorar o quarto centenário de sua publicação.

Ao longo de 150 horas de trabalho, mais de 200 membros da comunidade educativa deste instituto transcreveram a segunda parte da célebre obra de Miguel de Cervantes, que apresentarão na quinta-feira, 23 de abril, por ocasião da celebração do Dia do Livro.

A ideia de realizar a cópia manuscrita partiu de uma professora de Língua do centro e recebeu uma grande apoio por parte de todos os membros do centro educativo, com mais de 40 anos de história, explicaram à Agência Efe fontes do instituto.

Para materializar a iniciativa, foi criada uma comissão de organização, que se encarregou de repartir os capítulos e elaborar instruções sobre como realizar a cópia da obra.

A comissão decidiu que os copistas usariam a mesma caneta e pediu aos participantes que procurassem escrever com boa letra e que não fizesem riscos e nem usassem nenhum tipo de corretor.

Após revisar cada um dos 74 capítulos, que incluem ilustrações realizadas por alunos do primeiro e segundo grau e inseridas em branco e preto, seguiu sua encadernação.

No total, são 780 páginas que o centro também escaneará para criar uma edição digital que será disponibilizada no site do instituto.

Na elaboração da cópia manuscrita participaram, além de docentes e estudantes, pais, antigos professores, ex-alunos, administrativos, pessoal de limpeza e da cafeteria. EFE

sb/ff