“Sem a Mangueira o Carnaval não é o mesmo”, diz o presidente da agremiação

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2016 18h47

Contando a história de Maria BethâniaMaria Bethânia no desfile da Mangueira

Na tarde desta quarta-feira (10), foi realizada a apuração dos desfiles do Carnaval carioca, que teve a Mangueira anunciada como a grande campeã. A pior colocada do Grupo Especial foi a Estácio de Sá e será rebaixada.

Após a notícia de que a escola levou o título, Francisco Manuel de Carvalho, o presidente da escola e também conhecido como o Chiquinho da Mangueira, não conteve sua emoção. “A mangueira não merecia ficar em 10º, 9º”, disse. No Carnaval 2016, a escola celebrou os 50 anos de carreira de Maria Bethânia.

“A Mangueira merece o título, mas não só isso. Entrar entre as campeãs. Por que sem a Mangueira o Carnaval não é o mesmo”, acrescentou o presidente da agremiação. Ainda para o microfone da Jovem Pan, ele contou que as dívidas da escola de samba estão sendo administradas.

A segunda colocada foi a Unidos de Vila Isabel, que levou para a Sapucaí a história de Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco. Para o presidente da escola, o resultado foi justo. “Qualquer um podia ser campeão, a gente perdeu por um décimo. O Carnaval estava muito competitivo”.