Tucuruvi recria todas as fantasias perdidas em incêndio e faz “desfile da determinação”

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2018 02h25 - Atualizado em 10/02/2018 04h30
ALICE VERGUEIRO/ESTADÃO CONTEÚDOCarnavalesco Flávio Campelo disse que este carnaval só foi possível graças à ajuda da comunidade

Para a Acadêmicos do Tucuruvi, o simples fato de ter desfilado na madrugada deste sábado (10) no Sambódromo do Anhembi já foi uma vitória. Isso porque a escola conseguiu refazer a tempo todas as fantasias perdidas no incêndio que atingiu o barracão na comunidade da Vila Mazzei, zona norte de São Paulo, cerca de um mês atrás. Na ocasião, quase 90% das roupas foram totalmente destruídas.

O desfile teve o enredo Uma Noite no Museu e foi liderado pelo carnavalesco Flávio Campelo – campeão em 2017 à frente da Acadêmicos do Tatuapé. De acordo com ele, este carnaval só foi possível com a ajuda da comunidade. “Isso é a força de uma escola de samba. Vamos entrar na avenida com a força e a determinação de quem está disputando um título”, declarou, emocionado.

Essa rápida reconstrução causou alguns prejuízos na estética geral. Mas nada que os colocasse para baixo; afinal, após decisão unânime da Liga, eles não receberão nota neste ano e não poderão ser rebaixados. Como agradecimento, em um dos momentos mais emocionantes da noite, parte dos passistas apareceu na avenida carregando réplicas dos pavilhões das outras escolas do Grupo Especial.

Entre as 28 alas, o destaque ficou com a Guardiões da Alexandria, composta apenas por mulheres. Um dos únicos problemas aconteceu com as sandálias de Daniela Albuquerque, rainha de bateria, que apresentou um defeito consertado em poucos minutos.

Após Independente Tricolor e Unidos do Peruche, este foi o terceiro desfile do primeiro dia de disputa.

Confira as imagens do desfile da Acadêmicos do Tucuruvi: