Academia de Hollywood planeja “código de conduta” para evitar assédio

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2017 17h17
EFEDenúncias contra o produtor Harvey Weinstein mobilizaram a Academia a criar regras para seus membros

Depois do escândalo sexual envolvendo o produtor Harvey Weinstein – acusado de assédio por mais de 50 mullheres -, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos decidiu criar um “código de conduta” para seus membros.

De acordo com o Deadline, a diretora da Academia, Dawn Hudson, enviou um e-mail para os membros da instituição explicando os detalhes que serão discutidos em reuniões marcadas para dezembro e janeiro de 2018 – meses que antecedem a cerimônia do Oscar, marcada para 4 de março.

“Assim como você, a Academia está preocupada com os assédios sexuais e comportamentos predatórios no ambiente de trabalho, especialmente na nossa indústria. Acreditamos que a Academia é responsável por criar uma atmosfera respeitosa e segura para nossos profissionais. Por conta disso, estamos criando um código de conduta para nossos membros, que inclui uma política de avaliação para determinadas violações do código, bem como regras para membros que forem acusados de má conduta”, diz o comunicado oficial.

Desde que atrizes como Angelina Jolie, Ashley Judd e Gwyneth Paltrow revelaram terem sofrido assédio de Weinstein, muitos outros escândalos foram denunciados por homens e mulheres dentro de Hollywood.