Após ser esfaqueado, repórter da Globo faz primeira aparição: ‘Tenho sede de oxigênio’

Gabriel Luiz usou as redes sociais para dizer que está bem e que não ficou com nenhuma sequela

  • Por Jovem Pan
  • 02/05/2022 09h53 - Atualizado em 02/05/2022 12h17
Reprodução/Instagram/gabluiz Gabriel Luiz Gabriel Luiz estava se recuperando de uma tentativa de latrocínio, na qual foi esfaqueado

O jornalista Gabriel Luiz, repórter da TV Globo em Brasília, fez sua primeira aparição nas redes sociais após ser esfaqueado. Durante uma tentativa de latrocínio, que é roubo seguido de morte, Gabriel levou vários golpes e foi internado em estado grave. O crime aconteceu no dia 14 de abril e o suspeito de esfaquear o repórter está preso. “Eu estou vivo! Olha, eu devo ter uma proteção gigante lá de cima por sair dessa vitorioso e sem sequela nenhuma. Não tem outra explicação. Só me cabe agradecer e me agarrar a essa nova chance que Deus me deu, com a expectativa de ter alta nos próximos dias”, escreveu o jornalista em um post no Instagram. 

Gabriel contou que ficou se perguntando por que isso aconteceu, mas chegou à conclusão de que prefere não focar mais nisso e viver sua vida como se tivesse, de fato, renascido. “Sou jornalista, né? E a primeira coisa que um jornalista faz é questionar os ‘porquês’. Por que isso comigo? Por que tanta crueldade? São perguntas que passaram antes pela minha cabeça. Mas o melhor é não perder um milésimo a mais de tempo com o que já foi. A pergunta que prefiro me fazer é: ‘E agora?’. E agora, eu escolho viver muito. Com ainda mais amor, ainda mais energia e paz, cercado de pessoas que me querem bem. É uma vida que se abre, com um universo de possibilidades e de esperança pela frente. Quero devorar meus apetites. Tenho sede de oxigênio.”

Na publicação, o repórter também agradeceu os profissionais que o atenderam e as orações que recebeu. “Se estou aqui hoje também é porque meu destino colocou pessoas de luz perto de mim: os vizinhos que me socorreram, os bombeiros que chegaram em minutos, e principalmente as equipes do Base e do Hospital Brasília, que me atenderam com precisão, experiência e sabedoria. Devo tudo a esses profissionais”, enfatizou. “Perto de mim, minha família, meus amigos e meus parceiros de trabalho vêm renovando minha força de vontade dia após dia. E eu tenho recebido tanta mensagem de carinho, tantas orações! Tenham certeza que todas fizeram a diferença. Todas. Por isso, quero agradecer por cada uma delas. Obrigado a quem pensou no meu bem.”