Apresentador Larry King morre aos 87 anos, em decorrência da Covid-19

Jornalista norte-americano tinha diabetes tipo 2, uma das comorbidades que agrava o quadro de quem é infectado pelo novo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2021 10h53 - Atualizado em 23/01/2021 13h32
EFE/EPA/JOSE SENA GOULAOApresentador comandou o Larry King Live na CNN dos EUA por mais de 25 anos

O jornalista e apresentador norte-americano Larry King morreu na manhã deste sábado, 23, aos 87 anos, por complicações da Covid-19. “Com profunda tristeza, a Ora Media anuncia a morte do nosso co-fundador, apresentador e amigo Larry King, que morreu nesta manhã aos 87 anos no Centro Médico Cedars-Sinai em Los Angeles”, diz um comunicado publicado pela sua produtora no perfil oficial do apresentador no Twitter. Ele tinha diabetes tipo 2, uma das comorbidades que agravam o quadro de quem é infectado pelo novo coronavírus. De acordo com a CNN norte-americana, King estava internado desde o fim de 2020, porém, a internação só foi informada no começo de janeiro deste ano. Ele não pôde receber visita da família devido às medidas de proteção contra a doença.

O apresentador comandou o Larry King Live, talk show na CNN dos Estados Unidos, por mais de 25 anos. A atração foi cancelada em 2010. “Ao longo de 63 anos e por meio das plataformas de rádio, televisão e digital, as milhares de entrevistas, prêmios e aclamação global ficam como um testamento do seu talento único e duradouro de comunicador”, diz a nota oficial da Ora Media. Ainda segundo o comunicado, as informações sobre o funeral serão anunciadas em conjunto com a família de King, que pediu privacidade neste momento.

Em seu grande leque de entrevistados passaram nomes como George Bush, Ronald Reagan, Margaret Thatcher, Madonna, Michael Jordan, entre outros. Segundo uma contagem feita pela agência Associated Press, a estimativa é de que King tenha feito 50 mil entrevista ao longo de seus mais de 60 anos de carreira. “Independentemente de estar entrevistando um presidente dos EUA, um líder estrangeiro, uma celebridade, um personagem de algum escândalo ou uma pessoa comum, Larry gostava de fazer perguntas curtas, diretas e descomplicadas. Ele acreditava que perguntas concisas geravam as melhores respostas, e ele não estava errado em sua crença”, pontua o comunicado de sua morte. King deixa três filhos: Larry Jr., Chance e Cannon. Em 2020, ele perdeu dois filhos de forma repentina num intervalo de três semanas.