Como retaliação por denunciar assédio, Terry Crews não estará em “Mercenários 4”

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2018 15h52
ReproduçãoAção vale mais de US$ 1 milhão

Terry Crews participou de uma sessão na manhã desta terça-feira (26) no Senado dos Estados Unidos em que fez um depoimento emocionante sobre o caso de assédio denunciado por ele no final do ano passado. Durante seu discurso, o astro da clássica série Todo Mundo Odeia o Chris contou que foi ameaçado por conta dessa denúncia e sofreu retaliações. Por isso, não estará no próximo filme da franquia Mercenários, o Mercenários 4.

De acordo com o Deadline, o ator relatou que Avi Lerner, produtor do longa-metragem, ligou para seu empresário dizendo que, se ele quisesse integrar o elenco, a denúncia contra o agente Adam Venit (da agência William Morris Endeavor) teria que ser retirada.

“Não [estarei no filme]. Esse produtor [Avi Lerner] também está enfrentando sua própria investigação. Abusadores protegem abusadores – e isso é algo que eu tive que decidir, se eu iria traçar essa linha. Eu vou fazer parte disso ou eu vou assumir uma posição? Então há projetos que eu precisei recusar”, disse na audiência, realizada para discutir e promover novos direitos às vítimas de assédio sexual no país.

“Hollywood tem problemas nessa área simplesmente porque muitas pessoas a enxergam como um sonho. E o que acontece é que alguns têm poderes sobre esses sonhos. Você acaba acreditando que esse tipo de comportamento é esperado, que isso faz parte do trabalho, que assédio, abuso e até mesmo estupro faz parte do trabalho”, completou, revelando ainda que pensou em ir à delegacia na época em que foi abusado, mas duvidou do trabalho das autoridades. “Eu provavelmente teria saído de lá com as pessoas rindo”.

Terry falou sobre seu caso pela primeira vez em novembro de 2017. Aproveitando a onda de denúncias iniciada por Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow sobre Harvey Weinstein, narrou, em uma série de tuítes, que também já havia passado por uma situação semelhante com outro famoso produtor da indústria.

“Essa coisa toda com Harvey está me dando stress pós-traumático. Por quê? Porque esse tipo de coisa aconteceu comigo. Minha esposa e eu estávamos em uma festa em Hollywood no ano passado quando um executivo do alto escalão veio e agarrou minhas partes íntimas. Me afastando, eu disse: ‘O que você está fazendo?’. Minha mulher viu tudo e nós olhamos para ele como se ele fosse louco. Ele só ficou sorrindo como um idiota. Eu ia acabar com ele ali mesmo, mas pensei duas vezes sobre como veriam a situação. ‘Homem negro enorme bate em executivo importante de Hollywood’ seria a manchete no dia seguinte. Só que eu provavelmente não poderia lê-la, pois estaria na cadeia. Então fomos embora”, escreveu.