Disney anuncia compra da Fox por 52 bilhões de dólares

  • Por Jovem Pan com Agência EFE
  • 14/12/2017 10h49
ReproduçãoCom compra da Fox, Disney fez manobra importante para se colocar como rival da Netflix no mercado

Um dos maiores negócios da história do show business será concluído. A Disney anunciou a compra da Fox por 52.4 bilhões de dólares em ações. Com o acordo, o estúdio terá a parte cinematográfica da Fox, o canal Nat Geo, a operadora Star TV, parte da Sky, Hulu e emissoras locais de esportes.

A aquisição faz parte do plano grandioso da Disney para se tornar uma presença dominante no ramo do streaming, a fim de se opor à Netflix. Em agosto deste ano, a Disney já havia dito que iria lançar sua própria plataforma em 2019.

Um dos principais resultados da compra afetará diretamente o universo cinematográfico dos heróis. Agora, finalmente, a Marvel – que faz parte da Disney – terá os direitos sobre X-Men e o Quarteto Fantástico. Obviamente, os fãs já especulam um encontro dos Vingadores com os mutantes na telona.

Pelos termos do “acordo definitivo” desta operação, a Disney adquiriu os estúdios de cinema e de televisão da Fox, além de outras partes de seus negócios internacionais de cabo e televisão. Além disso, a Disney assume uma dívida da Fox no valor de US$ 13,7 bilhões, o que eleva o preço da operação para US$ 66,1 bilhões.

O anúncio foi feito em comunicado divulgado pelas duas empresas, depois de várias semanas de negociações. Outras companhias, como o consórcio Comcast, tinham expressado interesse em comprar a Fox. A nota afirma que antes de se formalizar a operação a Fox vai separar do consórcio os ativos os quais manterá, como os canais Fox News e Fox Business.

A operação implica em que os acionistas da 21st Century Fox receberão 0,2745 ação da Disney por cada título que tenham do consórcio comandado por Rupert Murdoch.

O anúncio foi feito depois de se vazar para a imprensa as intenções da Fox de se concentrar no negócio de notícias e se desvencilhar de outros ativos, levando em conta a reacomodação pelo qual o setor vem passando nos últimos anos.

A Comcast, grupo que inclui as redes NBC, CNBC e Telemundo, assim como os estúdios Universal, já tinha anunciado na segunda-feira à noite que tinha abandonado seu interesse pela Fox.

Por causa desse anúncio, a Disney se confirmou como candidata mais firme para fechar a operação.

O negócio que a Disney controlará inclui a companhia de cinema 20th Century Fox, que produziu sucessos de Hollywood como Avatar e X-Men.

Também comprará participações no fornecedor de conteúdos de cinema e televisão Hulu, de acordo com os termos da operação, que foi anunciada perto de duas horas antes de Wall Street abrir.

No comunicado, o presidente da Disney, Robert Iger, disse que com esta aquisição completa “a crescente demanda dos consumidores por uma diversidade de experiências de espetáculos”.

Na mesma nota, Murdoch disse que quando a Disney completar a aquisição desses ativos se transformará “numa das maiores companhias” do setor no mundo todo.