Documentário sobre Mujica é premiado pela Unesco no Festival de Veneza

  • Por EFE
  • 08/09/2018 15h38
EFEO presidente José Mujica ao lado do diretor Álvaro Brechner e dos atores Antonio de la Torre e Alfonso Tort

O documentário do diretor sérvio Emir Kusturica sobre o ex-presidente do Uruguai, José Mujica, foi reconhecido neste sábado (08) pelo Conselho Internacional de Cinema e Televisão (CICT) da Unesco, um prêmio paralelo do Festival de Veneza.

O cineasta projetou fora de competição o filme “El Pepe, Uma Vida Suprema” e o apresentou em entrevista coletiva junto com Mujica, a quem elogiou como alguém “único” e “inspirador”. Seu documentário recebeu o prêmio “Enrico Fulchignoni” do Conselho Internacional de Cinema e Televisão da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Entre os múltiplos premiados pelos críticos e por organizações culturais também está o filme “Roma”, do mexicano Alfonso Cuarón, que recebeu o prêmio SIGNIS da Associação Católica Mundial para a Comunicação.

Por sua vez, o filme “José”, de Li Cheng, sobre a vida de um homossexual em Guatemala, ganhou o prêmio “Queer Lion”.

O Festival de Veneza termina hoje com a entrega do Leão de Ouro, entre outros prêmios, a um dos 21 filmes que compõem sua Seleção Oficial, com obras dos mexicanos Cuarón e Carlos Reygadas e do argentino Gonzalo Tobal, entre outros.