Ezra Miller fala pela primeira vez sobre o final revelador do novo ‘Animais Fantásticos’

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2018 16h15 - Atualizado em 20/11/2018 16h28
Reprodução Facebook O ator disse que ficou "chocado, desnorteado, confuso, sob o efeito do petrificus totalus e cheio de fascínio e surpresa" com a revelação do segredo

Atenção: CONTÉM SPOILER!

Se você já viu o filme “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” sabe que o final tem uma grande reviravolta. Gerardo Grindelwald revela a Credence Barebone que seu verdadeiro nome é Aurélio Dumbledore, o que o tornaria uma espécie de “irmão” perdido de Alvo Dumbledore. A revelação fez os maiores fãs da saga duvidarem de J. K. Rowling que, apenas agora, depois de 20 anos da saga, fala sobre um terceiro filho na família do ex-diretor.

Porém, Ezra Miller, que interpreta Credence Barebone ou Aurélio Dumbledore, falou pela primeira vez sobre essa questão em uma entrevista à Entertainment Weekly e disse que J. K.  gosta de “confundir” os fãs, mas que ele confia nas ideias da autora.

“Jo é realmente muito boa com isso. Ela conhece a mitologia tão bem e acho que ela gosta de te confundir por um momento, fazendo um fã pensar: ‘Epa, isso não faz sentido!’, e então mostrando como as coisas que não faziam sentido podem começar a fazer. Eu acho que ela gosta de ver as pessoas não entendendo as coisas muito bem de início. Ela já fez isso conosco várias vezes”.

O ator disse ainda que a roteirista  contou à ele o segredo em 2016 enquanto filmava o primeiro filme da saga e que isso o ajudou a compor e mudar algumas atitudes do personagem. “Conforme ele muda, há uma oportunidade para que eu, como ator, possa olhar para cinco das minhas performances favoritas de todos os tempos – todas as pessoas que já vi interpretando Alvo e Aberforth. Um abraço para todos esses incríveis atores, e estou ansioso para brincar com a ideia de que agora somos sangue do mesmo sangue. É bem divertido”.

Ezra ficou “chocado, desnorteado, confuso, sob o efeito do petrificus totalus e cheio de fascínio e surpresa” quando ficou sabendo da possível linhagem familiar.

No final do filme, Credence se torna um aliado de Grindewald e, por enquanto, abandona o seu lado mocinho. Mas isso deixou o ator animado pois agora ele tem “trajes mais bonitos”.

“Nós provavelmente vamos ficar passeando juntos o tempo todo. Com sorte, Antonio – o chupacabra, que foi tão maltratado por nosso destemido líder e mestre – tenha alguns irmãos por aí. Nós temos uma fênix. Temos o Obscurus. Além disso, Grindelwald é um dos bruxos mais formidáveis de todos os tempos”, finalizou o ator.