Globo de Ouro 2018: entenda os protestos que devem marcar a premiação

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2018 14h35
Reprodução75ª edição do Globo de Ouro terá trajes pretos e presença da iniciativa "Time's Up"

A edição de 2018 do Globo de Ouro acontece neste domingo (7) e já vem marcada pelos protestos contra assédio e abuso sexual praticados em Hollywood, que explodiram nos últimos meses.

Os protestos, que devem vir de vários lados, serão um marco na história da premiação e prometem roubar os holofotes até dos grandes vencedores da noite.


Tapete Vermelho todo preto

Antes mesmo do lançamento do movimento “Time’s Up”, apoiado por grandes nomes de Hollywood, atrizes decidiram cruzar o Tapete Vermelho do Globo de Ouro usando preto. A iniciativa foi adotada também por homens da indústria para apoiar a causa e é, justamente, uma forma de protestar contra os assédios e abusos sexuais.

Apesar de ser entendido como um “protesto silencioso”, muitas atrizes negaram que esse seja o caso. “As mulheres irão discutir o que é importante ao explicar a escolha de usar preto”, disse a atriz Rashida Jones à revista InStyle.

Sendo assim, as comuns entrevistas com as celebridades antes do início da cerimônia devem ser marcadas pelo assunto.


“Time’s Up”

A iniciativa “Time’s Up”, campanha divulgada em 1º de janeiro para combater o assédio e abuso sexual em Hollywood será tema recorrente na premiação.

O movimento, que inclui um fundo para ajudar as vítimas, deve aparecer em discursos, entrevistas e até mesmo no vestuário. Mais de 500 broches com o logo da campanha foram criados e devem ser usados pelas atrizes que assinaram o documento, como Reese Witherspoon e Elisabeth Moss.

 


Tomando o palco

As premiações são famosas por seus longos monólogos logo no começo do evento e com Seth Meyers como apresentador do Globo de Ouro 2018, a expectativa é grande para como o assunto será abordado.

No trailer da cerimônia, o próprio Meyers brincou que havia “muita coisa” para falar no palco. Além de seu monólogo inicial, o assunto, com certeza, aparecerá no discurso das atrizes e diretoras que subirem ao palco para aceitar seus prêmios.