‘Golpista do Tinder’ fala pela primeira vez após filme da Netflix: ‘Não sou um vigarista’

Simon Leviev disse que ‘era apenas um cara solteiro que queria conhecer algumas garotas’ no aplicativo de relacionamento

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2022 15h35 - Atualizado em 19/02/2022 15h36
Reprodução/Inside Edition Simon Leviev, o Golpista do Tinder Simon Leviev decidiu se pronunciar após ganhar fama de Golpista do Tinder

Simon Leviev, que ficou conhecido como “O Golpista do Tinder” após a Netflix lançar um filme expondo como o israelense enganava mulheres no aplicativo de relacionamento, decidiu quebrar o silêncio e falou pela primeira vez desde o lançamento do documentário. Com os golpes de que aplicou em mulheres que conheceu no Tinder, ele teria faturado US$ 10 milhões. Em entrevista ao Inside Edition, Simon negou o que foi exposto pela Netflix no documentário que fez sucesso na plataforma de streaming. “Eu era apenas um cara solteiro que queria conhecer algumas garotas no Tinder. Eu não sou um vigarista”, afirmou. A entrevista completa será exibida em duas partes, sendo uma no dia 21 e a outra no dia 22 de fevereiro. 

Em outro vídeo divulgado pela Entertainment Weekly, ele dá a entender que a Netflix criou um roteiro que não existe: “Eles apresentam o título como um documentário, mas, na verdade, é como um filme completo”. O Golpista do Tinder deu essa entrevista ao lado da sua atual namorada e declarou que é “o maior cavalheiro do mundo”. Em dezembro de 2019, o israelense foi condenado por fraude, roubo e falsificação e recebeu uma sentença de 15 meses de prisão. Simon, no entanto, saiu da cadeia depois de cinco meses. Após o lançamento do documentário da Netflix, ele foi banido do aplicativo de relacionamento. “Realizamos investigações internas e podemos confirmar que Simon Leviev não está mais ativo no Tinder sob nenhum de seus pseudônimos conhecidos”, disse o Tinder em comunicado envidado à Variety.