Participante do Big Brother Portugal é emparedado após fala homofóbica

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2020 13h13
ReproduçãoVotação para decidir se brother permanece ou não no reality show termina no fim de semana

O Big Brother de Portugal chamou atenção ao penalizar um participante acusado de homofobia dentro da casa do programa, exibido pela TVI. Durante uma prova de resistência, o participante Hélder comentou com algumas colegas: “Eu prefiro ser mulherengo do que ser [gay]… Com todo respeito, claro. Vocês não estão a entender.”

Nas redes sociais oficiais do Big Brother português, uma postagem feita horas antes do programa indicava que “a atitude de discriminação sexual do Hélder terá consequências”.

“Hélder, as suas ações nos últimos dias deixaram muito a desejar No Big Brother as atitudes sexistas, homofóbicas, xenófobas e racistas são inadmissíveis, tal como na nossa sociedade”, afirmou a produção, em conversa com o participante que foi transmitida.

Na sequência, prosseguiu: “todas essas transgressões são delitos graves que o Big Brother jamais poderá fechar os olhos. Não é por estar encerrado em uma casa que pode dizer e fazer o que bem lhe apetecer.”

“Recordo-lhe que o Hélder e todos os concorrentes estão a ser vigiados 24 horas por dia e o país inteiro está a ver-vos. Hoje, Portugal acordou extremamente revoltado com seu comentário”, continuou a produção do Big Brother de Portugal.

Por fim, foi informado que a eliminação ou não de Hélder ficaria a cargo do público: “Esperava que esta casa seja o reflexo da sociedade de uma forma positiva e não de uma forma negativa ou preconceituosa.”

A votação sobre a eliminação ou não de Hélder do Big Brother Portugal começou nesta terça-feira (12), e o resultado será divulgado no próximo domingo, dia 17.

*Com Estadão Conteúdo