Humorista recria obras de acusados de assédio para assistirmos “sem culpa”

  • Por Jovem Pan
  • 15/08/2018 16h29
ReproduçãoQuadro de Amber Ruffi no "Late Night with Seth Meyers" faz sucesso na TV norte-americana

Desde que uma enorme onda de denúncias de agressão e assédio tomou conta do universo artístico, um questionamento não para de aparecer entre nós: será que podemos consumir obras feitas por esses assediadores? Podemos gostar do seriado House of Cards mesmo conhecendo as acusações contra o ator e protagonista Kevin Spacey? Podemos gostar de ouvir o rapper Chris Brown sabendo que ele já bateu em mulheres? Ou assim estaremos sendo levianos em relação a suas atitudes lamentáveis?

Pensando nisso, a comediante Amber Ruffin decidiu “resolver nossos problemas”. Na edição desta terça (14) do Late Night with Seth Meyers da NBC, ela exibiu um vídeo em que recriou as obras desses e de outros envolvidos nas polêmicas. “Olá. Me chamo Amber e nunca assediei uma pessoa sequer. Sou a melhor cantora, dançarina ou cineasta do mundo? Não. Mas nenhuma mulher acordará em minha cama se perguntando como chegou ali. Então peguei os trabalhos desses homens e recriei. Podem aproveitar sem culpa”, diz no início.

Além de parodiar o hit Run It de Chris Brown (transformado em Fun It), ela encena alguns momentos de House of Cards como se fosse Kevin Spacey, de Noivo Neurótico, Noiva Nervosa como Woody Allen e de The Cosby Show como Bill Cosby. “E são esses todos os pervertidos que já existiram. Brincadeira, ainda há bilhões deles por aí”, finaliza.

Confira o quadro completo aqui: