‘Não cantamos quando vamos para a guerra’, diz diretora de ‘Mulan’ sobre falta de canções no remake

  • Por Jovem Pan
  • 16/01/2020 09h22
Reprodução/Twitter'Mulan' chega aos cinemas em março deste ano

Niki Caro, diretora do live-action “Mulan“, deu uma entrevista nesta semana ao site Digital Spy explicando as alterações que fez no remake da animação clássica da Disney.

Entre elas, está a ausência das canções famosas do original de 1998 e sobre isso Caro justificou citando o realismo necessário para a trama fluir bem nas telonas.

“Não costumamos cantar quando vamos para a guerra. Não estou dizendo nada contra a animação. As canções são brilhantes, e se eu pudesse colocá-las lá, eu faria. Mas nós honraremos a música do original de uma forma significativa”, declarou.

Outra ausência marcante e já mostrada no segundo trailer de “Mulan” é Mushu, o dragão protetor da jovem guerreira. No filme de Caro, o personagem deu lugar a uma fênix como mascote.

“Nesse filme, há uma criatura representativa – uma representação dos ancestrais, e mais especificamente da relação de Mulan com seu pai. Mas uma atualização em Mushu? Não.”

O filme traz Liu Yifei, estrela da China, como a protagonista. Completam o elenco Donnie Yen, como comandante Tung; Jason Scott Lee é Böri Khan; Yoson An é Cheng Honghui; Gong Li é Xianniang; e Jet Li é o Imperador.

“Mulan” estreia nos cinemas brasileiros em 26 de março de 2020.