Por acusação de assédio a produtor, internautas criam abaixo-assinado para boicotar ‘Nasce Uma Estrela’

  • Por Jovem Pan
  • 05/09/2018 13h58
ReproduçãoLonga-metragem é estrelado por Lady Gaga e Bradley Cooper

Como já adiantamos por aqui, Nasce Uma Estrela nem estreou no circuito e já é um sucesso em exibições de festivais ao redor do mundo. Acontece que uma parte do público não está nem um pouco feliz com o lançamento e fez até um abaixo-assinado para boicotá-lo.

O principal responsável por esse desagrado é o produtor Jon Peters, acusado de assédio sexual em 2011 por uma assistente pessoal. Na época, a garota alegou que, durante as filmagens de O Retorno do Super Homem, ele a tocou de forma inapropriada sem seu consentimento. Ele chegou a ser julgado e condenado a pagar US$ 3,3 milhões.

Peters é responsável por títulos como Batman, A Cor Púrpura e A Fogueira das Vaidades. Ele foi denunciado também por outras mulheres, mas essas acusações não foram confirmadas pela Justiça. De acordo com o abaixo-assinado, ele é conhecido no meio cinematográfico como “Trump de Hollywood”.

Além dele, o texto critica o nome de outras duas estrelas do elenco: Andrew Dice Clay e a própria protagonista Lady Gaga. O primeiro atua como comediante de stand-up e, segundo o documento, já apresentou “piadas racistas, misóginas e homofóbicas” em seus shows.

A cantora, por sua vez, é relembrada por uma famosa (e bastante criticada) foto tirada em 2012 em que aparece em uma festa abraçada a dois homens acorrentados fazendo o “blackface”. O abaixo-assinado cita por fim a música Do What You Want, feita por ela em parceria a R. Kelly, acusado diversas vezes de abuso sexual.

Até as 13h desta quarta-feira (5), tinha cerca de 150 assinaturas. Ele pede diretamente à Warner Bros que desista de fazer a distribuição.

Nasce Uma Estrela tem estreia marcada para o dia 5 de outubro.