Produtor acusado de assédio é desligado de “Mulher-Maravilha 2”

  • Por Jovem Pan
  • 15/11/2017 16h20 - Atualizado em 15/11/2017 16h27
ReproduçãoGal Gadot confirmou que Brett Ratner não estará envolvido na sequência

Depois de ser acusado de assédio sexual por diversas mulheres, Brett Ratner foi desligado da produção de “Mulher-Maravilha 2”. Quem revelou a informação foi a própria Gal Gadot enquanto discutia os rumores de que só voltaria para a sequência se o produtor fosse desligado do projeto.

“A verdade é que há tantas pessoas neste filme, não são só eu, e todas tinham os mesmos sentimentos. Todos sabiam que era a coisa certa a se fazer. Mas não havia nada que eu pudesse fazer ou dizer porque a decisão já havia sido feita antes das notícias [de seu ultimato para a Warner] saírem”, falou em entrevista ao Today.

Junto com sua empresa RatPac, Brett Ratner foi responsável por produzir o primeiro “Mulher-Maravilha” e, como consequência, levou parte lucros de bilheteria do filme.

Há alguns meses, Gadot já havia se posicionado contra o produtor quando se recusou a participar de uma cerimônia onde deveria entregar um prêmio a Ratner.