Repórter da Globo sofre ameaças após matéria do ‘Fantástico’ sobre Exército

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2019 08h57 - Atualizado em 08/04/2019 08h59
Reprodução/GloboplayAmeças aconteceram minutos após reportagem mostrar ação do Exército que matou músico de 51 anos

O jornalista Carlos de Lannoy denunciou nas redes sociais ameaças de morte que recebeu minutos após ter sua matéria exibida no “Fantástico” deste domingo (7).

Na reportagem, Lannoy mostrou que o músico Evaldo Rosa dos Santos, 51 anos, morreu após ter o carro em que estava com sua família alvejado por ao menos 80 tiros de fuzis disparados pelo Exército.

“Se você escolher falar merda e defender bandido é escolha sua. Seu merda! Se for errado paga com a vida! Mexeu com o exército, assinou sua sentença! Sua família vai pagar! Aguarde as cartas”, escreveu um usuário no Instagram do repórter.

O jornalista divulgou a mensagem em sua conta no Twitter e afirmou que medidas judiciais serão tomadas.

“Você vai responder por essa ameaça. O que você fez não é apenas uma afirmação vergonhosa, infeliz e lamentável, mas um crime previsto em lei. Aguarde”, escreveu nos comentários.

Lannoy ainda ressaltou que a mensagem foi recebida logo após a matéria ir ao ar.

“Minutos depois de fazer reportagem no ‘Fantástico’ sobre mais uma morte em blitz do Exército recebi essa ameaça no meu Instagram. Não ficará assim.”

Evaldo Rosa dos Santos ia com sua esposa, seu filho de 7 anos, o sogro e mais uma mulher a um chá de bebê neste domingo, quando o veículo foi atingido pelos disparos na Zona Oeste do Rio.

Em nota, o Exército afirmou que uma patrulha se deparou com um assalto e “os dois criminosos, que estavam a bordo de um veículo, atiraram contra os militares, que por sua vez responderam à injusta agressão”.