‘Se a Rua Beale Falasse’ e diretor brasileiro brilham no Spirit Awards

  • Por Jovem Pan
  • 24/02/2019 13h28
EFEO diretor Barry Jenkins venceu dois Spirit Awards por "Se a Rua Beale Falasse"

O filme “Se a Rua Beale Falasse”, de Barry Jenkins, foi o grande vencedor do Film Independent Spirit Awards, neste sábado (23). O longa levou três estatuetas, incluindo duas das principais categorias. Outro destaque foi o diretor brasileiro Alex Moratto, que ganhou um prêmio com o filme “Sócrates”.

Inspirado no livro homônimo de James Baldwin, “Se a Rua Beale Falasse” foi escolhido o melhor filme do ano. Já Barry Jenkins, que ficou conhecido por dirigir “Moonlight – Sob a Luz do Luar”, levou o prêmio de melhor diretor, e Regina King venceu a categoria de melhor atriz coadjuvante.

No Oscar, o filme foi indicado a apenas três categorias, sendo melhor atriz coadjuvante, com Regina King, a única categoria principal. Além desta, o longa concorre a melhor roteiro adaptado e melhor trilha sonora.

Vitória brasileira

O diretor Alex Moratto levou para casa o prêmio de revelação do ano. Ele assina o longa “Sócrates”, que conta a história de um jovem homossexual que precisa sobreviver em meio a miséria após perder a mãe.

Além do prêmio de revelação, “Sócrates” também foi indicado ao Prêmio John Cassavetes, que consagra filmes que tiveram orçamento menor que US$ 500 mil, mas perdeu para “En El Séptimo Día”, de Jim McKay.

Entre os outros vencedores do Spirit Awards, estão Glenn Close, Ethan Hawke e Richard E. Grant. Veja a lista completa abaixo:

Melhor filme
“Se a Rua Beale Falasse”

Melhor diretor
Barry Jenkins, “Se a Rua Beale Falasse”

Melhor filme de estreia
“Sorry To Bother You”

Melhor ator
Ethan Hawke, “First Reformed”

Melhor atriz
Glenn Close, “A Esposa”

Melhor ator coadjuvante
Richard E. Grant, “Poderia Me Perdoar?”

Melhor atriz coadjuvante
Regina King, “Se a Rua Beale Falasse”

Melhor fotografia
Sayombhu Mukdeeprom, “Suspiria – A Dança do Medo”

Melhor roteiro
Nicole Holofcener & Jeff Whitty, “Poderia Me Perdoar?”

Melhor roteiro de estreia
Bo Burnham, “Eighth Grade”

Melhor edição
Joe Bini, “Você Nunca Esteve Realmente Aqui”

Melhor documentário
Won’t You Be My Neighbor?

Melhor filme estrangeiro
“Roma” (México)

Prêmio Piaget para produtores
Shrihari Sathe

Prêmio revelação
Alex Moratto, “Sócrates”

Prêmio Bonnie
Debra Granik

Prêmio Robert Altman
“Suspiria”

Prêmio John Cassavetes
“En El Séptimo Día”