Mérito de ‘Sintonia’ é trazer ‘visão de dentro para fora da periferia’, diz intérprete do Nando

  • Por Amanda Garcia/Jovem Pan
  • 21/08/2019 08h00
ReproduçãoChristian Malheiros é o Nando de "Sintonia", da Netflix

“Sintonia”, nova série da Netflix, mostra a realidade de uma “quebrada” de São Paulo. Sob o olhar de três jovens, Nando (Christian Malheiros), Doni (Jottapê) e Rita (Bruna Mascarenhas), a atração idealizada por Kondzilla mistura os universos do funk, crime e religião.

Em entrevista ao Direto do Freakpop, da Jovem Pan, Christian Malheiros e Julia Yamaguchi, que faz Scheyla, a esposa de Nando, comemoram o sucesso com o público e tentaram analisar os motivos da série ter reverberado tanto.

“A gente está falando de uma identidade e histórias que simplesmente acontecem, existe o Nando da vida real – e são vários. Existem a Rita e o Doni da vida real. A gente está dando voz para essas pessoas, porque elas não têm. O certo e o errado, deixa para as pessoas tirarem suas conclusões. Cada pessoa se identificou com alguém”, opinou Malheiros.

Julia engrossa o coro: “Na vida mesmo não existe alguém que seja mal e bom o tempo todo, a gente faz as nossas escolhas e arca com elas. Não há julgamento entre os personagens, só apoio”.

Para o ator, o “maior presente” que a série trouxe foi o carinho do público: “Ter as pessoas da periferia falando com a gente e dizendo que se viram representadas, dá de 10 a 0 em qualquer crítica”.

A autenticidade da produção também é ponto positivo. “O meu núcleo é todo mundo da quebrada, alguns são ex-presidiários, outros moram na favela, figuração da favela, foi um trabalho feito da favela para a favela com o pessoal de favela, foi uma visão de dentro para fora da periferia, não de alguém de fora que quis ir lá filmar na favela do Jaguaré, todo mundo que estava envolvido tinha uma identificação e sabia do que estava falando. Esse é o ouro da série, nada melhor do que a gente falar da gente mesmo”, disse Christian.

Malheiros ainda destacou que obras como “Cidade de Deus” retratam realidades importantes, mas fez uma ressalva de que “são encabeçadas por pessoas que não são da periferia”. “Ter a periferia produzindo, criando conteúdo, dando voz, e chegando num canal de 190 países, é gratificante e único. Estamos começando agora.”

Segunda temporada

Com mais de 15 mil mensagens diárias para ambos nas redes sociais, boa parte dela pede a mesma coisa: uma renovação para a segunda temporada. Tanto Julia, quanto Christian estão animados com a possibilidade, mas insistem que não têm informações. A torcida, no entanto, é a mesma: “Netflix, renova aí porque tá todo mundo querendo”, pediu Christian.