‘Stan Lee foi meu primeiro editor’, escreve George R.R. Martin em carta emocionante

  • Por Jovem Pan
  • 17/11/2018 13h18
Reprodução/ TwitterEscritor é o responsável pelo sucesso "As Crônicas de Gelo e Fogo"

George R.R. Martin emocionou os fãs de Stan Lee com uma carta aberta para o quadrinista, falecido na última segunda-feira (12). O texto, publicado em seu blog, mostra como sua carreira teve um empurrãozinho do colega.

“Devo tanto a Stan Lee. Ele foi, em certo sentido, meu primeiro editor. ‘Caros Stan e Jack’. Essas foram as minhas primeiras palavras impressas. Na coluna de cartas de Quarteto Fantástico #20. Meu primeiro texto publicado, um comentário sobre a edição 17, comparando Stan a… hum… Shakespeare. Um exagero, você diria? Bem, ok. Eu tinha 13 anos…”, começou o relato.

O roteirista disse que Lee foi um revolucionário dos quadrinhos, criando personagens com personalidades próprias e peculiaridades humanas, afinal, nenhum super-herói dele era totalmente “bom” ou “mal”.

“Esses personagens tinham personalidade. Peculiaridades, falhas, temperamentos. Os heróis não eram inteiramente bons, os vilões não eram completamente ruins. Cresciam e mudavam… Lá na DC, Superman e Lois Lane estavam presos no mesmo relacionamento há décadas, mas Peter Parker trocava de namoradas como um verdadeiro adolescente (…). Você tinha que estar lá para compreender o quão revolucionário foi isso. Os quadrinhos como conhecemos hoje não existiriam não fosse por Stan Lee. Eles poderiam nem sequer existir, verdade seja dita”, disse.

“Não, claro, ele não fez tudo sozinho. Os artistas geniais da Marvel, especialmente Jack Kirby e Steve Ditko, nunca devem ser minimizados. Eles foram uma parte enorme da Marvel também. Mas Lee estava no centro de tudo”, completou.

Martin finalizou agradecendo e dizendo que”enquanto as pessoas ainda lerem quadrinhos e acreditarem em heróis, seus personagens serão lembrados.”