Serviços de streaming perderam US$ 9 bilhões com compartilhamento de senhas em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2020 12h46
Divulgação/NetflixServiços de streaming tiveram prejuízo bilionário com compartilhamento de senhas em 2019

Apesar do boom dos serviços de streaming em 2019, com a chegada de Disney+ e AppleTV+, as empresas do ramo perderam cerca de US$ 9,1 bilhões (R$ 37 bilhões) com o grande inimigo dessa nova forma de consumir conteúdo: o compartilhamento de contas.

De acordo com um estudo da Parks Associates, outro problema para as companhias é a pirataria, quando acessos aos serviços são vendidos ilegalmente. O levantamento ainda aponta que as empresas podem perder até US$ 12,5 bilhões (R$ 50,8 bilhões) em 2024.

Um outro estudo, da Hub Entertainment Research, mostrou que 31% dos entrevistados já compartilharam as senhas de suas contas no streaming com pessoas com quem elas não moram. Esse número é especialmente maior entre pessoas de 13 a 24 anos, 64%. Entre os que têm mais de 35 anos, esse número cai para 16%.

Atualmente, as empresas de streaming não têm políticas para evitar o compartilhamento de senhas. Em entrevista ao site The Hollywood Reporter, Jon Giegengack, chefe da Hub, afirmou que uma das saídas para que as companhias não percam tanto dinheiro é aumentar o preço da mensalidade. “Eles podem aumentar a mensalidade das contas que têm muitas reproduções simultâneas em equipamentos diferentes, o que seria uma forma de conseguir dinheiro de consumidores que eles ainda não estão atingindo”, explicou.