Tiago Leifert revela que sofria assédio moral de professor na Universidade: ‘Fascistinha’

O ex-apresentador do BBB afirmou em entrevista que era perseguido pela profissão do pai

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2022 19h38
Reprodução/Globo - 29/08/2021 Tiago Leifert chorando no Super Dança dos Famosos Tiago Leifert deixou a Globo ano passado para cuidar da filha

Em entrevista ao podcast ‘Fala, Brasolho’, o apresentador Tiago Leifert revelou que passou por situações constrangedoras e de assédio moral enquanto cursava a faculdade de jornalismo. Segundo ele, um professor o perseguia porque seu pai, Gilberto Leifert, trabalhava na TV Globo. “Ele falava assim, no meio da aula: ‘tem playboyzinho aqui que veio comprar diploma, né? Papai trabalha na grande mídia, está resolvido já. Assim, na minha cara, juro por Deus”, disse Tiago. “Tenho muito sangue frio, demoro para perder a paciência. Não caía em provocação, deixava ele falar. Ele falava: ‘porque tem fascistinha aqui’, na minha cara. E o bando de banana que estudava comigo também, ninguém falava nada”, completou. Sobre a relação com o pai enquanto trabalhou na TV Globo, Tiago disse que eles não tinham contato. “Meu pai era do setor comercial da Globo, nunca fui subordinado a ele na minha vida, ele era de outro departamento. eu pai nunca foi subordinado nem chefe de nenhum dos meus chefes, nunca”, explicou. Também na conversa, Tiago revelou que o constrangimento o levou a terminar os estudos em Miami, nos Estados Unidos.