“Vítimas” denunciam agressões motivadas por Pantera Negra – mas todas elas são falsas

  • Por Jovem Pan
  • 16/02/2018 16h21 - Atualizado em 16/02/2018 16h36
Reprodução Imagens antigas de outros crimes estão sendo usadas fora de contexto para "denunciar" agressões que não aconteceram

Pantera Negra mal estreou e já é considerado um dos filmes mais revolucionários da história da Marvel por colocar questões complexas como o racismo e o machismo no centro de uma história de super-herói. E parece que isso tem incomodado muita gente.

Nesta semana, diversos perfis do Twitter denunciaram supostos casos de agressão a pessoas que teriam ido aos cinemas assistir ao longa. Nas alegações, elas dizem ter sido atacadas por espectadores negros apenas por serem brancas. Acontece que todas essas denúncias são falsas e foram implantadas na web para incentivar uma disputa racial.

Quem descobriu a farsa foi o Buzzfeed norte-americano. O site pegou todas as “denúncias” que encontrou e procurou na internet registros antigos daquelas mesmas imagens. E não é que encontrou?

A foto acima, por exemplo, foi compartilhada por um rapaz nos últimos dias. Ele disse, na legenda, que sua namorada levou uma garrafada no rosto de um adolescente negro que teria dito “você está no cinema errado”. Mas, na verdade, ela é de uma garota sueca que apanhou em um bar no mês passado, como mostra essa notícia do New York Post. Após a descoberta da mentira, a publicação foi excluída.

Esta outra foi postada por uma jovem que disse ter sido agredida na estreia do filme por que, segundo os outros espectadores, ela não era autorizada a estar ali. Só que é de uma menina que foi presa no apartamento pelo namorado e agredida por várias horas. O caso saiu na época no Mirror.

Já esta última foto de “denúncia” é, na verdade, uma imagem antiga da ex-mulher do secretário da Casa Branca Rob Porter, originalmente usada para ilustrar essa reportagem do Washington Post.

Felizmente, as farsas já estão sendo denunciadas nas redes sociais para alertar os internautas sobre as “fake news”. Confira aqui alguns desses tweets: