Última escola, Grande Rio não deixou animação acabar na Sapucaí

  • Por Jovem Pan
  • 16/02/2015 06h25
Grande Rio encerra os desfiles da primeira noite de Carnaval; veja

A Grande Rio foi a última a cruzar a Sapucaí na madrugada desta segunda-feira (16). O enredo escolhido pela escola da Baixada Fluminense foi “A Grande Rio é do Baralho e Levará o Tarô”, pelo qual contará a história das cartas. A rainha Suzana Vieira dividiu o posto este ano com o apresentador David Brazil, rei da escola.

Pouco depois das cinco horas da manhã, a comissão de frente foi apresentada para o sambódromo: Alice no País das Maravilhas. Da história do escritor britânico Lewis Carroll foram usados personagens como a própria Alice, o Chapeleiro Maluco, o Coelho e, principalmente, a Rainha de Copas, que tem como servos as cartas de baralho.

Os primeiros carros traziam Alices dando piruetas, trinta e seis Coelhos e destaque também para as xícaras de chá do Chapeleiro. Apesar do colorido que o próprio filme carrega, a Grande Rio deu preferência para suas cores: verde, vermelho e branco.

Outros grandes blocos explicavam o significado de cada naipe do baralho: a ala das baianas representava a realeza com o ouros, os militares vinham com espada, o clero correspondia a copas e o povo ficava por conta do paus. O circo também marcou presença no desfile. Malabaristas, equilibristas, trapezistas.

Nas alas, a escola deu espaço a vários tipos de baralho e suas figuras, como o coringa, mas escolheu enfatizar os ciganos, que usam as cartas para previsões do futuro. Até os intérpretes estavam usando a fantasia. As seções também traziam representações das cartas do tarô, como o eremita, a morte, a imperatriz e o enforcado.

 

Confira o samba-enredo da Grande Rio:

O jogo começou

Sou eu quem dou as cartas na avenida

E nessa disputa de poder, eu não quero saber

Vou jogar pra vencer

Sou “rei”, venha ser a minha “dama”

No castelo de quem ama

Sou teu “servo” e quero teu amor

A surpresa está na manga

Meu trunfo de maior valor

Pra saber o meu destino…. lalaiá

Vou nas cartas de tarô… Ôôôôô 

A chave para abrir o meu caminho

No raiar de um novo dia, a cigana revelou

Estrelas me guiam a luz do luar

Além dos mistérios eu vou viajar

A “água” da “terra” eu vejo brotar

O “fogo” ardendo envolto no “ar”

O meu amanhã como posso saber?

Chegou minha hora, eu não posso perder

De um jeito esperto, num lance incerto

A última carta vai surpreender

Comunidade, o meu coringa é você

Eu vou na ginga, jeito malandreado

Vem cá menina, começou o carteado

Se você veio ver, então vamos jogar

Chegou Grande Rio… pode apostar!