Uma história animal! Águia de Ouro leva cães famosos do cinema para avenida

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2017 07h01
Águia de Ouro lembra do "melhor amigo do homem" em desfile

A Águia de Ouro encerrou o primeiro dia de desfiles do Carnaval 2017 de São Paulo lembrando dos cães. Com o samba-enredo “Amor com amor se paga – Uma história animal”, a escola trouxe a representação de cachorros com fama no cinema e na TV.

Em uma ala, por exemplo, os ritimistas desfilaram vestidos de Charles Chaplin, com o objetivo de fazer uma recordação do filme “Vida de Cachorro”, produzido, dirigido e estrelado pelo famoso britânico. Um carro alegórico tinha a personagem Cruella de Vil, a famosa vilã do filme 101 Dálmatas.

Cinthia Santos foi a a rainha da bateria da Águia de Ouro, mas outras mulheres chamaram a atenção na apresentação da agremiação. A modelo Fernanda Tavares, que desfilou pela primeira vez no Anhembi, e a ativista da causa de defesa dos animais e apresentadora, Luísa Mell, foram grandes destaques da escola.

Além da ativista, outra famosa que marcou presença no desfile foi a modelo Luize Altenhofen, que foi musa da Águia de Ouro. Ela, assim como todos da escola, não usou nada de origem animal na produção da fantasia

Segundo o carnavalesco Amarildo de Mello o carnaval foi preparado com muitas mensagens e muita reflexão e teve como objetivo sensibilizar e abrir os olhos de muitas pessoas.

“Vamos mostrar a relação do homem com o cachorro, considerado o melhor amigo do homem. Mas também vamos apresentar questões como a da onça que foi sacrificada nas Olimpíadas. A do gorila Harembe no zoológico do Texas, a mortandade de baleias e golfinhos. Queremos fazer um grande alerta sobre maus tratos de animais”, disse.