Unidos de São Clemente trará “Favela” para a Sapucaí

  • Por Jovem Pan
  • 24/01/2014 16h19

Max Lopes falou sobre "Favela"Max Lopes sobre o carnaval

Conhecido como mago das cores, Max Lopes integra a comissão de Carnaval da escola de samba São Clemente. Décima colocada em 2013 a agremiação apresentará o enredo “FAVELA”, e ao lado de Max estará Ricardo e Roberto Gomes, Tiago Martins e Bruno Muqueca.

Para explicar sobre o tema, Max Lopes traçou um paralelo interessante: “A favela tem um pouco daquilo dos ciganos, uma coisa inédita e corajosa, é uma história que ninguém conhece. Todo mundo fala de criminalidade, mas a favela tem muito o que ensinar para a gente. Como o próprio samba.”

“É preciso coragem e audácia para falar da favela. É um enredo único.”, definiu.

Ele falou sobre como será traduzido na avenida: “Eu acho que o principal é o quanto a favela foi importante culturalmente pra gente. O próprio colorido, as danças, as manifestações negras que geraram o samba. Entraremos no assunto da Guerra de Canudos – primeira manifestação de iniciação de favela, o nome, que é originado de uma planta do cerrado”

Lopes ainda apontou outros fatores: “Mostraremos as peculiaridades do morro, construção dos barracos, falta de água, as roupas para lavar. Na bateria, será o som que vem da favela. Os ritmos afro, o próprio funk , além da batida que é a alma da escola. Os sons que vêm da comunidade.”.

Elementos que são símbolos das comunidades também estarão presentes: “Entretenimento e irreverência, o soltador de pipa, churrasquinho da laje, hoje é a alma das festas de réveillon, onde turistas gostam de ir e as favelas espalhadas pelo mundo, Índia, no Egito e outros lugares.”, contou.

Max finalizou mandando um recado: “Terminamos com o orgulho da favela do futuro. O estudante, as orquestras sinfônicas, os balés abastecidos por talentos da favela, assim como atletas, diversas manifestações. Isso é importantíssimo, que sirva de exemplo para que o governo se mostre a favor destes marcos culturais”.

A Unidos de São Clemente terá como intérprete oficial Igor Sorriso e será a terceira escola a passar pela Marquês de Sapucaí, no dia 2 de março, primeira noite de desfiles do grupo especial do carnaval carioca.