2014 do centenário: ano para ser esquecido pelo Palmeiras

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2014 10h31
SÃO PAULO,SP,07.12.2014:PALMEIRAS-ATLÉTICO-PR - O jogador Valdivia do Palmeiras durante a partida entre Palmeiras SP e Atlético PR válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Allianz Parque em São Paulo (SP), neste domingo (07). (Foto: Leandro Martins/Futura Press/Folhapress)Confira as imagens do duelo entre Palmeiras e Atlético-PR

Ano especial para o Palmeiras, devido à comemoração do centenário do clube, 2014 também foi para o torcedor esquecer. O alviverde de Palestra Itália acumulou fracassos em todas as competições que disputou e chegou a dezembro brigando para não cair para a Série B do Campeonato Brasileiro.

A trajetória do Verdão nesta temporada já começou melancólica. Apesar de ter se classificado em primeiro no grupo D do Campeonato Paulista e depois ter superado o Bragantino nas quartas de final do estadual, o Palmeiras deu vexame e acabou perdendo para o Ituano, nas semifinais, decretando a eliminação do time da competição. A equipe de Itu viria, mais tarde, a sagrar-se campeã paulista depois de superar o Santos na decisão.

O Palmeiras também sofreu uma derrota fora de campo no primeiro semestre. Em abril, sem conseguir chegar a um acordo na negociação com Alan Kardec, o Palmeiras perdeu o atacante, um dos grandes destaques da equipe, para o arquirrival São Paulo, o que gerou bastante revolta por parte da torcida palmeirense, sobretudo em relação ao presidente Paulo Nobre.
Outra decisão do presidente que acabou não dando certo foi a contratação de Ricardo Gareca, oficializada no dia 21 de maio de 2014.

O técnico argentino colecionou maus resultados no Campeonato Brasileiro e não se destacou na Copa do Brasil. Assim, sua passagem se encerrou no dia 1º de setembro, quando o clube anunciou sua demissão. Em sua passagem, o treinador acumulou quatro vitórias, um empate e oito derrotas, encerrando seu trabalho no clube com apenas 33,3% de aproveitamento.

O Palmeiras trouxe Dorival Júnior para a sequência da temporada, mas o técnico não conseguiu evitar a eliminação nas oitavas de final da Copa do Brasil, quando o Palmeiras caiu para o Atlético-MG.

No Campeonato Brasileiro, depois de perder para o Goiás por 6 a 0, na 23ª rodada, o Palmeiras viu a crise no clube aumentar. Nas partidas seguintes, teve lampejo de recuperação, mas voltou a colecionar resultados negativos. O clube não venceu nenhum clássico em 2014 e acabou derrotado também na reinauguração de sua arena, a Allianz Parque, diante do Sport.

No último jogo do ano, o Palmeiras apenas empatou com o Atlético-PR, mas contou com uma vitória do Santos sobre o Vitória, por 1 a 0, para se manter na elite do futebol nacional.

Encerrando uma temporada para ser apagada de sua história, o Palmeiras tenta se remontar para 2015. A saída do técnico Dorival Júnior e de membros da diretoria, entre eles José Carlos Brunoro e Omar Feitosa, foi o primeiro passo. Logo depois, o Verdão acertou a chegada de Oswaldo de Oliveira para o cargo de técnico e de Cícero Souza para o cargo de gerente de futebol. Alguns reforços já vieram, entre eles o volante Amaral, ex-Goiás, o lateral direito Lucas, ex-Botafogo, o volante Andrei Girotto, ex-América-MG e o volante Zé Roberto, ex-Grêmio. Agora, a torcida espera um 2015 (bem) melhor do que foi esse ano.