Abilio Diniz oferece ajuda financeira ao São Paulo e cobra transparência de Aidar

  • Por Lancepress
  • 15/09/2015 13h26
Abílio Diniz em visita ao CT do São Paulo em 2012

O empresário Abilio Diniz, torcedor fanático do São Paulo, está mesmo disposto a participar da política do clube e nesta terça-feira ofereceu até ajuda financeira ao presidente Carlos Miguel Aidar. Cobrando transparência da gestão, Abilio se propôs a bancar uma auditoria para detectar a real situação financeira do Tricolor.

Em texto direcionado a Aidar e enviado aos conselheiros do clube, um dos empresários mais bem-sucedidos do país diz que não acreditou nos motivos alegados por Aidar para demitir o CEO por ele indicado, Alexandre Bourgeois, e sugere a contratação imediata da PriceWaterhouseCoopers, empresa que faria a auditoria do clube e seria financiada por Abilio.

Abilio ainda pede que Aidar abre as contas do clube e todo esse processo para o Conselho Deliberativo na figura de seu presidente, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Ele classificou o momento financeiro do São Paulo como a pior crise da história do clube.

Confira o texto publicado pelo empresário:

“Bom dia Carlos Miguel,
Agradeço a mensagem que você me enviou tentando explicar os motivos para demitir o CEO do São Paulo. Infelizmente, não acredito no que foi alegado. Como você já anunciou um novo CEO, eu e todos os são-paulinos esperamos que ele tenha a correção, o profissionalismo e a capacidade indispensáveis para mudar a gestão e evitar o colapso financeiro do clube. Todos nós que amamos o São Paulo vamos acompanhar com lupa o seu trabalho.
Da minha parte, quero seguir colaborando para evitar a destruição do clube. Como venho falando já faz algum tempo, minha preocupação mais urgente é com a situação financeira. É preciso antes de tudo ter clareza do que se passa nessa área. Nas últimas semanas, houve muita confusão, com números contraditórios sendo divulgados por você, especialmente em relação às dívidas e ao caixa do São Paulo.
Não podemos viver da antecipação dos recursos previstos para os próximos anos, pois assim estaremos comprometendo também o futuro do São Paulo e perpetuando essa crise.
Gostei muito quando você prometeu contratar uma das quatro grandes firmas de auditoria do mercado para fazer um diagnóstico preciso da situação financeira do clube. Pois bem, diante da gravidade e da urgência da situação, e atendendo a seus pedidos recorrentes para que eu aporte recursos, ofereço financiar a contratação imediata da PriceWaterhouseCoopers, uma das quatro grandes auditorias defendidas por você.
A PWC pode fazer de maneira imediata e isenta um levantamento completo e indispensável da situação financeira, com acompanhamento e previsão do fluxo de caixa para os próximos meses e análise de todos os contratos do clube. Essa auditoria deve se reportar diretamente à Diretoria e ao Conselho Deliberativo, na pessoa de seu presidente, uma vez que o Conselho é o órgão máximo do SPFC, segundo o próprio organograma que você apresentou em seu plano de profissionalização.
Como venho dizendo sempre, este é o momento de união no São Paulo para que nosso clube possa sair da maior crise de sua história recente e recuperar suas glórias de time pioneiro e inovador.
O primeiro passo nessa caminhada é a transparência sobre a real situação, com um diagnóstico claro para o Conselho Deliberativo e a Diretoria.
Peço a você, portanto, que marque uma reunião entre o novo CEO, a PWC e o presidente do Conselho Deliberativo o mais rapidamente possível para que seja definido o escopo do trabalho.
Encaminharei contato na PWC que poderá lhe ajudar.
Carlos Miguel, é fundamental que você torne transparente a gestão do São Paulo e divida com o Conselho Deliberativo suas decisões neste momento difícil. Em nome dessa transparência, estou encaminhando cópia desta carta aos membros do Conselho Deliberativo e do Conselho Consultivo, bem como dando divulgação para o conhecimento dos sócios e torcedores do São Paulo.
Um abraço,
Abilio Diniz”