Agora presidente, Vampeta descarta “terno e gravata” no Audax-SP

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2014 20h20
vampeta

Vampeta segue brilhando no futebol paulista, mas agora em outra função. Presidente do Audax-SP, o ex-jogador do Corinthians descarta abrir mão do seu estilo irreverente em troca de uma posição mais tradicional como dirigente. 

“É muito legal, continua suave. É bom estar fazendo o que você gosta, eu parei de jogar mas continuo trabalhando no futebol. Não é nada demais, você não vai me ver de terno e gravata trancado em uma sala com ar-condicionado. Não é nada disso. Eu sou presidente pela confiança do seu Mário e Gustavo (Teixeira, donos do clube), uma coisa nova, mas nada demais. 

O agora presidente da equipe de Osasco ainda esclarece o que ocorreu na compra da equipe, que recebeu críticas por em teoria ser o Grêmio Osasco comprando uma vaga na série A-1 do Campeonato Paulista. 

“Foram divulgadas coisas erradas, que compramos uma vaga. Não, o Audax-SP continua sendo o Audax, jogando a primeira divisão, o Grêmio Osasco joga a segunda divisão do Campeonato Paulista e a gente adquiriu dos antigos donos e estamos dando sequência no trabalho de revelar jogadores, de disputar pela primeira vez a primeira divisão, só que agora com uma situação diferente, com o municipio de Osasco por trás”, explicou o dirigente. 

A única coisa que o agora dirigente lamentou foi o baixo público no Pacaembu nesta terla-feira para a partida contra o Santos. No mesmo horário, os meninos santistas disputavam a semifinal da Copa São Paulo contra o Atlético-MG. 

“A gente que é de um time menor sempre espera ter um público nesses jogos. O time pequeno sempre sobrevive de algumas rendas e e contras os times grandes que faz às vezes as equipes respirarem por causa delas”, concluiu.