Aidar admite medo de perder Osorio e vê São Paulo prejudicado pela arbitragem

  • Por Lancepress
  • 04/09/2015 21h40
Carlos Miguel Aidar participa do Jornal de Esportes

Carlos Miguel Aidar admitiu que tem medo de uma possível saída do técnico Juan Carlos Osorio, que sonha em comandar uma seleção em uma Copa do Mundo. O presidente do São Paulo rasgou elogios ao treinador e analisou as diferenças que o colombiano encontrou no Tricolor. Antes de assumir o time brasileiro, Osorio estava no Atlético Nacional (COL).

“Tenho receio de o Osorio sair. Tive uma reunião bastante longa só com ele e outra com Ataíde junto. Ele tem uma cultura de trabalhar em um clube que tem dono, que é diferente do que tem milhares. Lá, ele sentava a cada mês e o dono fazia uma reunião. Ele não tinha o hábito de receber tantas sugestões, comentários e ingerências”, afirmou Aidar.

“Tenho medo de perdê-lo, pois é um treinador extraordinário, o que de melhor aconteceu no Brasil nos últimos anos. Sou fã número 1. Ele tem a sabedoria de elogiar os jogadores no vestiário e de destacar a capacidade do time na entrevista. E tem muita dificuldade com tantos desfalques. Torço para não vir proposta de seleção de Copa do Mundo, aí ele balança”, acrescentou o presidente.

Em sua longa entrevista coletiva, Aidar também foi questionado sobre os erros recentes da arbitragem no Campeonato Brasileiro. O dirigente criticou as atuações dos juízes, disse que o São Paulo está sendo prejudicado, mas não vê favorecimento para o Corinthians.

Aidar, entretanto, lembrou o lance que o lateral corintiano Uendel coloca a mão na bola após chute de Wesley nos últimos minutos do clássico. Na ocasião, o jogo terminou empatado por 1 a 1, em 9 de agosto, no Morumbi.

“Não sei se o Corinthians está sendo favorecido, mas leio que está. O árbitro do nosso jogo era especialista em vôlei, porque aquela manchete foi linda. Isso dói. Na última quarta-feira, teve um lance rídiculo, em que o Thiago Mendes recolhe a mão, mas mesmo assim é punido e está suspenso. Depois, para o Joinville, nada deu”, analisou.

“A arbitragem está ruim. O que me preocupa muito é o diretor de arbitragem (Sérgio Corrêa) ficar mudo. Se começar a punir todos que erram, não vai ter árbitro. O erro faz parte, mas a Fifa proíbe parar para analisar tecnologicamente. Não está favorecendo o Corinthians, mas está prejudicando o São Paulo”, disparou Aidar.

Confira outras declarações de Aidar:

Acha que o São Paulo conseguirá contratar Alexandre Pato?

Se voltarmos os olhos para trás, trouxemos dois grandes atletas a custo zero de transferência: Kaká e Michel Bastos. Tenho impressão de que não vamos contratar mais Alan Kardec, embora queira fazer esforço sobre-humano para contratar o Pato. Não é carnê, é mais consistente (explicando que a operação será mais elaborada que simplesmente arrecadar dinheiro via sócios). 

Pretende renovar com Luis Fabiano?

Estamos conversando, mas precisa jogar para justificar a necessidade de renovação. Creio que voltará para semana que vem e espero que volte com gana. Nossos ídolos farão falta. Nosso time será forte e competitivo. Muitos subiram, outros foram contratados para a base e ficarão conhecidos de todos nós em breve.

O que pensa sobre o jogo contra o Vasco na Copa do Brasil?

Teremos um jogo muito difícil com o Vasco na Copa do Brasil. É a grande chance de chegar à Libertadores mesmo em uma situação de desconforto, de quem diz que não conseguirá sair do rebaixamento. E ainda mais em São Januário, onde há instrumentos de pressão muito grandes”.