Aidar reúne conselheiros no Morumbi e reforça postura por Ganso

  • Por Lancepress
  • 21/07/2015 21h46
SÃO PAULO, SP - 21.11.2013: TREINO/SÃO PAULO - Ganso dá entrevista após treino do São Paulo no CT da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista, nesta quinta-feira. A equipe se prepara para a partida deste domingo contra o Botafogo, no Morumbi, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. (Foto: Reginaldo Castro/Folhapress)Paulo Henrique Ganso faz cara de desconforto durante entrevista coletiva

Paulo Henrique Ganso terá dificuldade para se transferir para o Orlando City (EUA). Pelo menos foi isso o que o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, deixou claro nesta terça-feira (21). O dirigente reuniu conselheiros em uma pizzaria no Morumbi e reforçou a postura que vem adotando com relação a dívida que tem com o clube americano sobre o empréstimo de Kaká, feito no ano passado.

Em meio a seus pares, Aidar tentou explicar a cobrança feita pelo Orlando, que exige cerca de R$ 14 milhões por falta de pagamento, multas e juros do empréstimo. O caso já está na Justiça e por lá deve ser decidido. Os americanos querem usar a dívida para facilitar a aquisição de Ganso, mas o São Paulo não pretende liberá-lo.

A reunião no Morumbi também serviu para Aidar receber apoio de aliados em meio ao momento conturbado vivido pelo clube. De acordo com a ala da situação, 126 conselheiros do São Paulo assinaram a lista de presença no evento nesta noite.

Aidar tem se deparado com problemas na gestão e não está em paz no Conselho Deliberativo. O presidente admitiu que não conseguirá emplacar nada antes que o assunto da comissão pelo contrato da Under Armour seja resolvido, mas saiu animado do encontro desta terça pelo suposto grande apoio recebido, como relatado à reportagem.